Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Outro assaltante de banco é preso após fazer homem refém no PI

O suspeito foi Identificado como Pedro Henrique de Oliveira Moura e portava um fuzil

Compartilhe
Google Whatsapp

A Secretaria Estadual da Segurança Pública informou nesta terça-feira (07), a prisão de mais um homem suspeito de fazer parte do grupo criminoso responsável pelo roubo as agências bancárias de Campo Maior.

O suspeito foi Identificado como Pedro Henrique de Oliveira Moura, natural do estado de Minas Gerais e na ocasião  portava um documento falso com o nome de Silas. A ação aconteceu na noite desta segunda-feira (06), na divisa entre os estados do Piauí e Ceará, quando o suspeito de posse de um fuzil, fez um homem como refém ao tentar fugir para o estado cearense.

O coronel Márcio Oliveira, coordenador geral de Operações da Polícia Militar do Piauí, esclareceu a dinâmica da prisão do suspeito. “Nós mantivemos o cerco nas proximidades de Cocal e o último suspeito que estava naquela região tomou de assalto uma Fiat Strada, fez refém o proprietário e seguiu  rumo a divisa ao estado do Ceará, rapidamente essa informação foi transmitida para todas as nossas barreiras e os policiais do comando do Litoral lograram êxito ao fazer a prisão do indivíduo próximo a cidade de Chaval com muita cautela porque havia refém e ele foi encaminhado para a Polícia Civil”, declarou.

A Secretaria Estadual da Segurança pública ratificou através de nota que  o número de mortos e presos envolvidos no caso do assalto às agências bancárias de Campo Maior confirmadas e identificadas até a manhã desta terça-feira, 07, contabilizam 08 mortos e 06 presos. Na segunda-feira, havia sido informado que já eram 9 mortos, mas ficou constatado que na hora da identificação um dos nomes foi duplicado, porque todos  os suspeitos estavam com nomes e documentos falsos.

Crédito: Divulgação/SSP-PI

Crédito: Divulgação/SSP-PI

Crédito: Divulgação/SSP-PI

Já são 8 mortos e 5 presos

Na manhã desta segunda-feira (06/05), a Secretaria Estadual de Segurança Pública confirmou a morte de mais dois homens envolvidos nos assaltos a bancos na cidade de Campo Maior, totalizando 8 mortos e 5 presos. Os criminosos foram mortos na cidade de Barras durante um confronto com a polícia. Com eles, os policiais realizaram apreensão de armas e munições. Os suspeitos foram identificados como Igor da Silva Lima, ex-presidiário, natural de Minas Gerais, e Antônio de Paula França, conhecido por diversas passagens na polícia do Piauí, pela prática de assaltos.

Os envolvidos são suspeitos de  participarem do roubo as agências bancárias da cidade de Campo Maior. As diligências continuam com o reforço de mais policiais para captura dos últimos membros do grupo criminoso.

Crédito: Reprodução

Relembre o caso

Um grupo de assaltantes explodiram e assaltaram, simultaneamente, as agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, no município de Campo Maior, a 78 km de Teresina.  A ação criminosa ocorreu por volta de 1h da última terça-feira, 30 de abril. Com o impacto da explosão, a agência bancária do Bradesco, que fica próximo a um dos bancos, também foi danificada. A suspeita é de que pelo menos 20 suspeitos tenham participado das explosões.

Crédito: Divulgação/SSP-PI





Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×