Pai chora abraçado aos filhos mortos em ataque químico na Síria

Além dos filhos, Youssef perdeu a esposa e outros 17 familiares

Um pai foi fotografado abraçado a seus filhos gêmeos que foram mortos durante um ataque com armas químicas, que matou pelo menos 72 pessoas e feriu várias outras, em Khan Sheikhun, no norte da Síria.

Na foto registrada pelo jornalista Asaad Hanna, que compartilhou a imagem nas redes sociais, Abdul Hamid Youssef aparece abraçado a Ahmed e Aiya, que morreram por conta do ataque - que, segundo a Coalizão Nacional Síria (CNFROS), teria contado com projéteis com gás sarin. Além dos filhos, Youssef perdeu a esposa e outros 17 familiares do ataque.

Khan Sheikhun fica na província de Idlib, no noroeste da Síria, que é controlada por rebeldes e pelo grupo Fatah al Sham, que alega ter mudado de nome após um suposto rompimento com a Al Qaeda, organização terrorista à qual a Frente al Nusra era ligada.

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), essa região do país abriga cerca de 900 mil deslocados provenientes de outras zonas de guerra. Assad já foi acusado diversas vezes de usar armamentos tóxicos, mesmo depois do acordo com a Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) para destruir esse arsenal.

Image title

Image title

Fonte: Com informações da UOL
logomarca do portal meionorte..com