mais

Paizão de Sarah revela ser seu maior torcedor

Como pai, queria mesmo era que a filha se dedicasse aos estudos, mas resolveu dar seu apoio ao sonho dela.

Paizão de Sarah revela ser seu maior torcedor
SONHO | “Meu coração já me dizia que o ouro estava vindo”. | Reprodução Jornal MN

Homem de poucas palavras e sorriso contido. Esse é o pai da judoca Sarah Menezes, José Rogério Menezes, um homem de 63 anos que, apesar de ser bastante reservado, quando o assunto é demonstrar suas emoções, não consegue esconder o orgulho e a felicidade diante da conquista da filha, nas Olimpíadas de Londres.

Mas quem pensa que ser pai de medalhista olímpica é algo fácil, está completamente enganado. Nesse Dia dos Pais, o patriarca da família Menezes abriu as portas de sua casa para a equipe do Jornal Meio Norte e contou um pouco dos sabores e dissabores de ser pai de atleta.

Segundo o Sr. Rogério, as emoções oscilam bem mais do que entre os extremos felicidade e tristeza, presentes nas vitórias e derrotas vividas pela filha.

A cada novo golpe dado ou sofrido durante cada luta a emoção cresce e o medo, a preocupação, a ansiedade e a felicidade são só algumas das emoções que andam lado a lado a cada vez que a filha sobe no tatame.

?Quando vejo a Sarah sendo golpeada por uma atleta, bate aquela sensação de medo. O esporte é agressivo, mas fico torcendo para que dê tudo certo?, comentou o pai.

E foram todas estas emoções juntas que fizeram companhia ao Sr. Rogério no dia 28 de julho no centro de treinamento Sarah Menezes, onde ele assistiu sua filha conseguir o feito histórico de ser a primeira mulher a conseguir medalha de ouro em Olimpíadas no judô.

?Nesse dia eu acordei cedo, chamei o Queiroz [Abdias Queiroz], que foi quem trouxe o judô para o Piauí, e quando chegou a última luta eu disse a ele: ?Fica atento, não vai demorar muito, ela vai ser ouro?. O meu coração já me dizia que vinha o ouro.

Nos últimos tempos nós já sabíamos que isso ia acontecer?, disse o pai de Sarah, que além de Queiroz, no dia da conquista do ouro da filha, teve também a companhia de dona Olindina, mãe de Sarah e sua esposa, e de muitos amigos.

E o ouro veio para provar que nem só de angústia, preocupação e ansiedade vive o pai de uma atleta do porte de Sarah Menezes. A judoca conseguiu o primeiro ouro das Olimpíadas 2012 para o Brasil. ?Na hora parecia que eu estava flutuando, uma sensação que nem sei explicar direito. Tentei segurar o choro, mas não pude conter as lágrimas?, afirmou.

Hoje, ele diz entre risos: ?O Rogério acabou, minha esposa me chama de ?bem? e as pessoas da rua me chamam de ?pai da Sarah Menezes??, disse, cheio de orgulho, o pai da nossa ?menina de ouro?.


Pai de Sarah Menezes é torcedor de todas as horas

"Não queria, no início, mas me acostumei"

Até se acostumar com a ideia de que sua filha era uma atleta de um esporte considerado por ele tão agressivo, foi um longo caminho a ser percorrido. Segundo o pai, foi tudo uma questão de aprender a conviver com o sonho da filha.

"Nós queríamos mesmo era que ela se dedicasse somente aos estudos, mas com o tempo fomos vendo que ela gostava muito do judô e há uns seis anos eu passei a ter certeza que ela iria muito longe e nós fomos aprendendo a conviver com a ideia e nos acostumando com o sonho dela", pontuou.

Como a vontade dos pais de Sarah de que ela não desviasse o foco dos estudos ia de encontro com os sonhos da menina de nove anos que se encantava com o judô a cada dia que se passava, a atleta conta que precisou negociar com eles as idas aos treinos.

"Eu me comprometi a estudar muito e em troca eles me deixavam ir ao judô. E quando não deixavam eu fugia de casa", conta a medalhista olímpica.

Segundo o Sr. Rogério, apesar de todas as dificuldades enfrentadas por eles e por Sarah, a sensação que ele tem hoje, ao olhar para trás, é que tudo valeu a pena e os sacrifícios todos foram recompensados.

"A Sarah começou a lutar por brincadeira, coisa de colégio, até o dia em que o Expedito soube do talento dela, veio procurá-la e aí começou toda a batalha até chegar ao ouro olímpico.

Ela sempre dizia que ia longe e eu ficava só ouvindo e, apesar de não querer muito, torcendo para que desse tudo certo para ela. Hoje essa conquista parece um sonho", disse.

Tópicos

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail