Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

PF: Prefeitura de União gastou R$ 293 mil na compra de água sanitária

No curso das investigações foram identificados indícios razoáveis de fraude ao processo licitatório 25/2020.

Compartilhe

A investigação da Polícia Federal em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU-PI), na operação que apura o desvio de recursos públicos federais destinados ao combate à Covid-19 no município de União aponta que a Secretaria de Saúde da cidade teria gastado R$ 293 mil na aquisição de litros de água sanitária superfaturados. Enquanto um galão com 5 litros de hipoclorito de sódio 2% custa no mercado local em média R$ 20, mesmo durante a pandemia, o mesmo teria sido comprado a R$ 48,80, o que representa um superfaturamento de 144%

A Prefeitura, por meio de nota, afirma que desconhece indícios de superfaturamento do produto. Os 30 mil litros de água sanitária foram adquiridos pelo município para a higienização de ruas da cidade de União, que tem uma população de aproximadamente 45 mil habitantes. 

O nome da operação NaClo é decorrente da fórmula da composição química do hipoclorito de sódio.  A investigação da PF aponta que foram identificados indícios razoáveis de fraude ao processo licitatório, tal qual utilização de propostas inidôneas e superfaturadas de duas empresas no intuito de direcionar o certame a uma delas, bem como justificar o preço superfaturado apresentado pela empresa vencedora.

PF cumpre mandados para apurar desvio de recursos em União

A Polícia Federal em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU/PI), deflagrou na manhã desta quinta-feira (13/08), a 'Operação NaClo' decorrente de investigação que apura desvio de recursos públicos federais destinados ao combate do novo Coronavírus (Covid-19) no município de União. 

A investigação teve início após ampla divulgação na mídia local de que a Secretaria de Saúde do município de União havia adquirido 6.000 unidades de galões de 5L de hipoclorito de sódio 2% (água sanitária) ao custo total de R$ 293 mil para realizar a higienização de ruas do referido município, que tem uma população de aproximadamente 45.000 mil habitantes. No curso das investigações foram identificados indícios razoáveis de fraude ao processo licitatório 25/2020, tal qual utilização de propostas inidôneas e superfaturadas de duas empresas no intuito de direcionar o certame a uma delas, bem como justificar o preço superfaturado apresentado por esta.

Polícia Federal na Prefeitura de União / Crédito: Divulgação/PF


A investigação aponta ainda, que a empresa vencedora do certame realizou a venda da unidade do galão de 5L de hipoclorito de sódio 2% ao custo de R$ 48,80, conquanto o preço médio do referido produto no mercado local, mesmo em período de pandemia, é de R$ 20,00, portanto há indícios razoáveis de que o contrato firmado entre a citada empresa e a Secretaria de Saúde do município de União foi superfaturado em pelo menos 144%.

Nesta fase da investigação estão sendo mobilizados 30 policiais federais e 2 auditores/técnicos da CGU/PI para o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão nas cidades de Teresina e União, expedidos pela Justiça Federal de Teresina. O objetivo do cumprimento das medidas judiciais é colher elementos de prova que ratifiquem a tese de fraude ao processo licitatório 25/2020, superfaturamento do contrato 210/2020, dentre outras práticas criminosas, bem como verificar se a primeira empresa efetivamente entregou ao município de União 6.000 unidades de galões de 5L de hipoclorito de sódio 2% (água sanitária).

Polícia Federal na Secretaria de Saúde de União / Crédito: Divulgação/PF

Os investigados  poderão responder, na medida de suas culpabiliddes, pelos crimes de associação criminosa (art. 288 do CP), desvio de recursos públicos (art. 312 do CP) e fraude a licitação (art. 90 da lei 8.666/93) cujas penas somadas podem chegar a 20 anos de reclusão.  

O nome “Operação NaClo” é decorrente da fórmula da composição química do hipoclorito de sódio (água sanitária). 

Polícia Federal realiza buscas em União / Crédito: Divulgação/PF

Polícia Federal realiza buscas em União / Crédito: Divulgação/PF

Nota da Prefeitura de União

A Prefeitura de União esclarece que desconhece indícios de superfaturamento na aquisição do hipoclorito de sódio utilizado para a sanitização de locais públicos e ruas da cidade. Informa ainda que está colaborando com todas as investigações da Polícia Federal para que os fatos possam ser esclarecidos. A Prefeitura trabalha com transparência, prezando pela disponibilização de informações à população e aos órgãos de controle, sendo que o processo licitatório foi realizado seguindo todos os trâmites burocráticos exigidos em lei.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar