As chuvas que há semanas atingem várias regiões do Piauí continuam elevando o nível d’água em rios que cortam cidades. Esperantina e Barras, os rios Longá e Marathaoan, respectivamente, ultrapassaram a cota de inundação na manhã deste sábado (19). No boletim emitido pelo Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Parnaíba a expectativa é que o nível dos afluentes continue subindo nas próximas horas.

De acordo com o órgão, o nível do rio Longá em Esperantina chegou aos 7,44 metros, acima dos 7,40 metros da cota de inundação, e deve alcançar os 7,80 metros nas próximas oito horas. Já em Barras, o rio Marathaoan ultrapassou em um centímetro os 4,20 metros da cota de inundação, mas também deve subir para 4,31 metros nas próximas horas.

Ponte sobre o rio Longá, em Esperantina (Foto: reprodução)Ponte sobre o rio Longá, em Esperantina (Foto: reprodução)

Confira o comunicado:

Devido as fortes chuvas corrida nas ultimas 10 horas na bacia do Marathaoan e Longa foi verificada uma subida rápida nesses dois rios, onde os dois entraram em cota de inundacao no final da madrugada e inicio da manha de hoje, respectivamente. Em Barras foram observados mais de 70 mm de chuva nas ultimas 10 horas e em Esperantina mais de 30 mm.

Em Esperantina, a cota atual na estação  é  de 7,44 m, subida de 42 cm nas ultimas 24 horas,  4 cm acima da cota de inundação (7,40 m), atualmente em cota de inundação, devendo nas próximas 8 horas continuar subindo e apresentar valores em torno de 7,80 m, 40 cm acima da cota de inundação.

Em Barras/PI, o nível do rio Marathaoan observado no momento é de 4,21 m, superando em 1 cm a cota de inundação (4,20 m), sendo prevista elevação do nível nas próximas 8 horas para valores em torno de 4,31 m, superando em 11 cm a cota de inundação.

Os rios que passam nas cidades de Barras e Esperantina encontram-se nesse momento em cota de inundação, e o rio Parnaíba em Luzilândia em cota de alerta, dessa forma, solicitamos que os órgãos competentes se mantenham alertas quanto as ações de remediação a serem adotadas na salvaguarda das populações ribeirinhas nas cidades citadas.