O Piauí é o segundo entre os estados do Nordeste a apresentar maior número de focos de queimadas em 2022Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), somente neste ano 3.613 focos foram registrados em território piauiense. Em primeiro lugar aparece o Maranhão com 9.197 focos e em terceiro, a Bahia, com 3.516.

Os dados do INPE apontam que em agosto, foram observados 1.659 focos e nos 10 primeiros dias de setembro, já foram contabilizados 803 focos no Piauí.

Focos de queimadas são registrados em maior número desde agosto | FOTO: ReproduçãoFocos de queimadas são registrados em maior número desde agosto | FOTO: ReproduçãoSomente entre sexta-feira (09) e sábado (10), foram identificados 59 focos no Piauí, mas o dia deste ano com maior número foi a terça-feira (6), quando detectou 222 focos ativos. Na última quinta-feira (8), foram 219 ocorrências, as duas maiores registradas neste mês.

Segundo o Boletim Hidrometeorológico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), municípios localizados nas regiões sudeste e sudoeste do Piauí têm registrado mais ocorrências de focos de calor, em razão da baixa umidade e das altas temperaturas. Isso significa que já registram temperaturas acima de 47 oC, ou seja, um foco de calor não é necessariamente um foco de fogo ou incêndio.

Uruçuí, por exemplo, registrou entre o dia 1º e 9 de setembro, 38 focos de calor, o que corresponde a 16,59% do total de focos identificados naquele período. Em seguida, aparece Sebastião Leal, com 15 focos e Floriano com 13.