O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia vinculada à Secretaria Especial da Cultura e ao Ministério do Turismo, divulgou o resultado definitivo da fase de habilitação das inscrições para o 35º Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade (Prêmio Rodrigo). A lista contém 10 projetos do Piauí habilitados. A lista com as ações inscritas está disponível no site do instituto.

Os projetos inscritos e habilitados do Piauí são: Dançando na Vila, Perypery Café Cultural, Prédios de Teresina, Grupo de Chorinho Trombone & Cia, II Encontro de Griôs de São Raimundo Nonato, Instituto Olho D' Água: Ressignificando o passado, a serviço do presente e das futuras gerações, Inventário Verde da Boa Esperança, Promoção do Patrimônio Cultural do Município (Museu Casas de Amarante), Sustentabilidade e Autonomia da Associação de Artes e Cultura Jack Voador para preservação, promoção, valorização e a transmissão da capoeira no sertão do Piauí e XIX Festa de Reis e São Gonçalo.

Prêmio de abrangência nacional Prêmio de abrangência nacional 

O Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade tem abrangência nacional. Promovido pelo Iphan desde 1987, o concurso reconhece iniciativas de valorização do Patrimônio Cultural Brasileiro, considerando a relevância social e caráter exemplar delas.

Em 2022, a premiação tem como tema a Sustentabilidade Socioeconômica do Patrimônio Cultural. O objetivo é engajar os proponentes para a ação, estimulando o desenvolvimento coletivo de soluções criativas. Tais ações apresentam impactos socioeconômicos de valor permanente, consequência de esforços coordenados e canalizados para o bem-estar social. As iniciativas constituem importante ferramenta para o desenvolvimento de contribuições ao Patrimônio Cultural Brasileiro.