Piauí tem redução em todos os índices de violência

Maior queda foi apontada nos crimes violentos letais e intencionais

O levantamento mensal realizado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública apontou queda em todos os índices de criminalidade no mês de outubro no Piauí. Os dados são compilados pelo Núcleo de Estatísticas e Análises Criminais (Nuceac), com base nos casos registrados no Sistema de Boletim de Ocorrência (Sisbo).

A maior queda foi apontada nos crimes violentos letais e intencionais (CVLIs) em Teresina, com o percentual de 28,13%. Em outubro do ano passado, foram 32 ocorrências contra 23 no mesmo período de 2017. O CVLI inclui homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte, feminicídio, estupro seguido de morte e latrocínio. No interior do Piauí, a redução dos crimes violentos foi de 13,79%. Considerando todo o estado, o decréscimo é de 21,31%.

Em relação ao índice de roubos em Teresina, a diminuição chegou a 13,67%, com 1.785 casos contabilizados em outubro de 2016 contra 1.541 este ano. Já, os roubos de veículos na capital piauiense caíram 8,81%.

O secretário de Estado da Segurança, Fábio Abreu, avalia que o resultado positivo está ligado à intensificação de operações com a efetuação de prisões. “A cada mês, avaliamos os números e traçamos nossas ações. Em outubro, já entramos no ritmo de fim de ano com ações para coibir o crime. Estamos planejando novas medidas para também reduzirmos a violência nos meses de novembro e dezembro”, destacou o gestor.

Balanço de janeiro a outubro

Considerando os dez primeiros meses do ano, o Piauí também registrou queda em quase todos os índices avaliados. Nos casos de CVLI, em Teresina a redução foi de 10,16%. No interior do estado houve um pequeno aumento de 0,37%. Já nos casos de roubos e roubos de veículos na capital, o decréscimo foi de 3,54% e 9,95%, respectivamente.

“Essa queda reflete uma tendência observada desde o início do ano. A redução é nos índices mais importantes. Esse é um trabalho que a secretaria desenvolve com monitoramento diário feito por uma equipe de policiais e técnicos administrados especializados em análise criminal. Todo esse cuidado não é para vender uma imagem positiva, e sim para dar transparência ao cidadão”, avalia o coordenador do Nuceac, delegado João Marcelo Brasileiro.

A Secretaria da Segurança Pública ressalta a importância da população fazer o registro do boletim de ocorrência nos distritos para evitar a subnotificação de crimes. “Nós precisamos que os cidadãos façam esse registro porque, a partir disso, fazemos a prevenção da violência”, ressalta Fábio Abreu.

Fonte: Com informações do Portal do Governo
logomarca do portal meionorte..com