Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Piauí terá gigante da tecnologia

Gigante da telefonia móvel, Huawei vai atuar no Piauí em telemedicina, tele educação e reconhecimento facial.

Compartilhe
Google Whatsapp

O governador Wellington Dias (PT) passou nove dias na China se encontrando com executivos das empresas do país, a maioria de alta tecnologia. Entre as empresas visitadas está a gigante da telefonia celular, a Huawei.

“Nós percebemos que a empresa tem interesse maior na modernização porque na área da tecnologia hoje, eles estão mais avançados do que os Estados Unidos”, afirmou Wellington Dias.

O governador do Piauí falou que a Huawei vai atuar no Piauí nas áreas de tele-educação, telemedicina, segurança pública, com o reconhecimento facial, e segurança no trânsito.

De acordo com ele, no dia 22 de agosto, os executivos da Huawei virão para o Piauí para discutir a formação de parceria com o Governo do Estado, na área de tele-educação, na telemedicina e no Projeto Nordeste Conectado, assunto que vai ser tratado na reunião do Consórcio dos Estados do Nordeste, que será realizado em Teresina, com a presença dos governadores nordestinos.

“A Huawei é fornecedora de empresas, já tem uma base no Brasil, vai estar no dia 22 de agosto no Piauí”, adiantou.

A Huawei tem a experiência de oferecer para a área pública para subsidiar projetos como uma Central de Laboratórios e, partir dela, todo o Estado pode ter equipamentos com Raio-X, ressonância eletrônica e garantir atendimento 24 horas para a realização de exames, com cirurgias e acompanhamento de pacientes, em um misto de atendimento presencial e atendimento à distância.

A telemedicina tem gerado altas expectativas durante décadas. Após uma longa evolução, ela agora está se desenvolvendo de forma tranquila e promissora. Porém, os sistemas de telemedicina ainda enfrentam vários desafios: o baixo desempenho de codec de vídeo tem efeito negativo no diagnóstico remoto; interfaces complicadas de dispositivos de imagens médicas que não se conectam a dispositivos de teleconsulta; a plataforma de consulta isolada do sistema de videoconferência impossibilita a unificação de programação e gerenciamento; a ausência de terminais de videoconferência ou conexões de rede atrasam o desenvolvimento dos serviços de telemedicina.

Tecnologia na área médica 

Baseando-se em 2 décadas de experiência de R&D de videoconferência, a Huawei criou uma solução de telemedicina de vídeo ponta a ponta. Essa solução integra videoconferência médica remota, dispositivos médicos especializados, interfaces eSDK (enterprise Software Development Kit) e plataformas de serviços médicos.

Sistemas de telemedicina tradicionais fornecem imagens de vídeo de baixa resolução que não são em tempo real, proporcionando uma experiência presencial ruim.

A Huawei usa a melhor tecnologia do setor em imagem dinâmica de fluxo duplo 1080p30 para obter vídeos rápido e nítido. A tecnologia transmite fluxos de vídeo panorâmico HD para fornecer aos pacientes dados médicos e detalhes cirúrgicos. A solução de dados médicos em vários canais.

O sistema de coleta de dados médicos da Huawei conecta-se a dispositivos médicos usando interfaces padrão, como vídeo composto e componente, VGA (Video Graphics Array), DVI-I (Digital Visual Interface - Integrated), HDMI (High-Definition Multimedia Interface), SDI (Serial Digital Interface) e HD-SDI (High-Definition-SDI).

O sistema acomoda até 19 canais por registros médicos eletrônicos, relatórios de exame, imagens e sinais vitais do paciente.

O sistema também exibe sinais de 4 canais simultaneamente para confirmar os diagnósticos de especialistas.

A solução aproveita a tecnologia patenteada de ocultação de perda de pacotes e a mais recente tecnologia de codec H.264 para melhorar a taxa de compactação de vídeo e proporcionar vídeo mais vívido, nítido e suave com a mesma largura de banda.

A impressionante tecnologia de ocultação de erros permite excelente adaptabilidade de rede, sendo que as taxas de perda de pacotes de até 5% exibem os vídeos corretamente. Quando a taxa de perda chega a 10%, o vídeo pode ficar levemente degradado, mas ainda aceitável e, quando a taxa chega a 20%, a videoconferência pode continuar sem vídeo.

Segundo a Huawei, a solução tem mecanismos de backup que melhoram a continuidade e a estabilidade. O design de confiabilidade hierárquica garante o suporte 24h e permite o tratamento em tempo hábil para pacientes em estado crítico.

A Huawei fornece entrega completa, incluindo implantação de centro de consulta, consultório de especialistas, consultórios, salas de treinamento e plataformas de serviços. 

Empresas irão implantar cinturão de segurança com monitoramento por câmeras

Wellington Dias afirmou que o reconhecimento facial vai se usado dentro de uma estratégia de modernização do próprio Estado.

Diz que na área do trânsito, na identificação para a emissão do Registro Geral não é mais necessária toda a burocracia que tem hoje.

“O sistema voltado para o trânsito, que é um problema grave nosso, somando a questão da segurança”, afirmou Dias.

Wellington Dias declarou que Huawei quer desenvolver, junto com as empresas ZPE e Global Task, que desenvolvem o Projeto de Parceria Público-Privado (PPP) Piauí Conectado, que implantação de fibra óptica e banda larga em 155 municípios do estado, na capital e no interior.

Dias falou que vai ser implantado um cinturão de segurança tecnológica, com monitoramento por câmeras.

“Eu presenciei a experiência deles na China, que garante um índice de segurança em todos os sentidos porque tudo passa a ser monitorado por câmeras e centrais de monitoramento”, afirmou o governador piauiense.  

Equipamentos serão produzidos no Brasil

O vice-presidente da Huawei Brasil e o Atilio Rulli, Diretor Sênior de Relações Públicas e Governamentais da empresa, anunciaram, em Shanghai, capital econômica da China, que a companhia já tem uma fábrica em Sorocaba, no interior de São Paulo, que emprega 2 mil funcionários diretos e 15 mil indiretos, mas foi definido um novo investimento em São Paulo, uma nova fábrica no estado.

A escolha dessa cidade será feita pela Huawei nos próximos meses, dentro do polo de desenvolvimento tecnológico do Governo do Estado de São Paulo. A definição será dada por meio das circunstâncias de logística, disponibilidade de mão de obra, condições técnicas de implantação do novo site e da nova fábrica, representando um investimento de US$ 800 milhões nos próximos três anos (2020 a 2022).

A fábrica vai suportar, além do mercado doméstico brasileiro, também a exportação para a América do Sul.

O programa do 5G, que foi definido, que não é apenas uma evolução, mas é uma revolução, diz Wellington Dias.

Por isso, está sendo oferecido ao Governo do Piauí a perspectiva do uso dessa evolução tecnológica para a telemedicina, educação e segurança pública. A conexão para cada dois quimômetros vai atingir 1 milhão de equipamentos, portanto, 1 milhão de usuários.

A Huawei vai esperar o leilão da frequência 5G, por meio da Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel), com o acompanhamento do Ministério da Ciência e Tecnologia, do Governo Federal. A previsão é de que o leilão ocorra em março de 2020.

Havendo o leilão, a Huawei terá condições, evidentemente, tendo um bom resultado, de ter a infraestrutura pronta e disponível no mercado em março de 2021.

Além disso, foi definido um investimento da Huawei, que ainda será definido o valor, no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), no período de 2020 a 2022. Será dedicado a tecnologia e inovação, e o apoio a academia.

Outro investimento será na área da educação. É um programa de inovação, tecnologia e digitalização da rede pública de ensino do ensino fundamental e básico. O objetivo é, até o final de 2022, que as escolas da rede pública estadual não utilizem mais giz e quadro negro, substituindo-os por computadores, tablets, smartphones e tecnologia de ponta, para professores e alunos.

A Huawei será uma das parceiras do programa, também para as escolas do Piauí.

“Para a Huawei é uma honra aumentar os investimentos no Brasil. Nós fazemos esses investimentos para melhorar o ecossistema dos nossos parceiros da sociedade brasileira, das gestões públicas”, disse Atilio Rulli, Diretor Sênior de Relações Públicas e Governamentais da Huawei.

Futuro da educação com lousas eletrônicas

O governador Wellington Dias ficou impressionado como a Huawei modernizou a área de tele-educação, com modelos bem avançados implantados em vários países e continentes.

Ficou impressionado como as novas gerações são aperfeiçoadas com a alta tecnologia como lousas eletrônicas, com formatos diferentes para a aprendizagem de química, física e línguas.

“A Huawei oferecer todo o apoio para que o Piauí tenha projetos nessas áreas. Acredito que esse caminho com a China é fundamental”, diz Wellington Dias.

R$ 9 milhões serão investidos na educação profissional

Durante reunião realizada na quarta-feira (14), na Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, em Brasília, gestores da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) conseguiram a liberação de um recurso de R$ 9 milhões, que será destinado para investimentos nas escolas de Educação Profissional do Piauí.

De acordo com o secretário de Estado da Educação, com este valor serão adquiridos 63 laboratórios de Informática e 63 laboratórios de Química. “Com este investimento alcançaremos um de nossos objetivos que é reestruturar a Rede Estadual de Ensino de Educação Profissional e Tecnológica” com a aplicação de cerca de R$9 milhões”, explica.

“Dessa forma fortaleceremos as escolas que oferecem a modalidade, garantindo as condições de oferta e de atendimento com qualidade aos alunos da rede pública estadual”, finaliza o gestor.

Os recursos são provenientes do Convênio Federal n. 701616/2011, do Programa Brasil Profissionalizado, firmado entre o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e a Seduc.

De acordo com a Diretora de Planejamento da Seduc, Sicília Amazonas, desde 2018 o convênio estava em reformulação no Ministério da Educação (MEC) e FNDE. “A partir de agora os recursos poderão ser revertidos em aquisição de equipamentos para nossas escolas”, comemora. 

Cursos de Educação Profissional atenderão 212 municípios

No Piauí, a Seduc oferta cursos de Educação Profissional e Tecnológica em 212 municípios, nas três modalidades de oferta (Integrado, Concomitante e Subsequente) alcançando o total de aproximadamente 33 mil anos. São mais de 41 cursos oferecidos nos eixos de Ambiente e Saúde, Gestão e Negócios, Informação e Comunicação, Infraestrutura, Produção Alimentícia, Produção Cultural e Designer, Produção Industrial, Recursos Naturais, Segurança, Turismo e Hospitalidade e Controle e Processos Industriais.

O Estado deu um salto significativo com relação à modalidade. De acordo com o Secretário de Educação, Ellen Gera, “De 2003 a 2018, o Piauí saiu de três municípios com oferta de cursos técnicos para 212. Somos o segundo estado com maior número de matrícula de Ensino Médio Integrado ao Ensino Profissionalizante. As matrículas do Ensino Técnico triplicaram na última década, um crescimento de 248,7% superior à média brasileira, que é de 115%. A rede estadual continua sendo a mais representativa do Piauí, respondendo 71,3% do total de matrículas”, destaca o gestor.

Ellen afirma que a meta do Governo é melhorar o IDH do Estado e que a educação é um dos pilares para atingir este objetivo. "O grande objetivo do governador Wellington Dias é fazer com que nosso Estado se desenvolva e ele sabe que a educação é fundamental para isso. Por isso, esta gestão está trabalhando para ofertar uma escola de qualidade, bem equipada, inclusiva e que forme cidadão. Dessa forma esperamos ter o ciclo completo da educação em todos os municípios. 


Siga nosso canal no telegram
Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se