Piauí terá investimento de R$ 60 milhões em complexo industrial

O governo convidará parceiros da iniciativa pública e privada

O governador Wellington Dias se reuniu, com representantes de uma empresa especializada em tecnologia para aquicultura, contratada para desenvolver um projeto inédito de produção de pescado no Piauí. Trata-se da construção de um complexo industrial que agregará fábrica de ração, um centro de produção de alevinos, fazenda de engorda de peixes e um frigorífico. O investimento, incluindo os custos com tecnologia, engenharia, capacitação e acompanhamento, é estimado em R$ 60 milhões. Para viabilizar o negócio, o governo convidará parceiros da iniciativa pública e privada.

"Empresas como Banco do Nordeste, Governo do Estado, empresários do setor privado, colocam recursos ali com a perspectiva de uma alta rentabilidade. O pequeno produtor apoiado pelo Estado, ganha quando entrega peixe e ganha na agregação de valor, como sócio de uma central de cooperativas e uma sociedade anônima", explicou o governador.

Pelas projeções da consultoria, o complexo terá capacidade de produzir 30 mil toneladas de pescado por ano. O local de instalação ainda não foi definido, mas há uma área sendo vistoriada, entre os municípios de Nazária e Palmeirais, dentro da Grande Teresina. 

"Já há várias sinalizações tanto de investidores do Piauí como até interesse de empresas âncoras de outros estados que têm o propósito em se instalar no Piauí. Isso tem nos animado porque percebemos um interesse desde pequenos até médios e grandes produtores de peixe, além de pessoas de outras áreas que também querem investir", ressaltou o secretário do Desenvolvimento Rural, Francisco Limma.

No mês de junho, a consultoria especializada deve apresentar ao governador um cronograma de instalação do projeto. A previsão de conclusão é de 18 meses.

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Portal do Governo
logomarca do portal meionorte..com