Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

THE:Agente de portaria é preso suspeito de roubar testes para Covid-19

Segundo as investigações, os testes estavam sendo negociados por R$ 32,00 a unidade, momento em que investigadores do Greco fizeram a abordagem.

Compartilhe

Um agente de portaria do Procon identificado pelas iniciais F.A.N.O foi preso nesta segunda-feira (1º), durante uma ação do Grupo de Repressão ao Crime Organizado - Greco,  suspeito de ter furtado os 30 testes, lancetas e reagentes para Covid-19 na noite de quinta-feira (28),  do anexo da Fundação Municipal de Saúde da Prefeitura de Teresina localizado no mesmo prédio, no Balão do São Cristóvão, na zona Leste de Teresina. 


De acordo com a polícia o agentes furtou os testes quando estava cumprindo escala de serviço e teve acesso à sala onde estavam guardados vários desses testes. A prisão aconteceu após as investigações apontarem que os testes estavam sendo negociados por R$ 32,00 a unidade. Agentes da Greco se deslocaram até o local apontado e realizaram a abordagem. O acusado responderá por furto qualificado. 


Roubo de 480 testes

Na madrugada da última sexta-feira (29/05), bandidos invadiram o Instituto Piauiense de Opinião Pública de Teresina - Instituto Amostragem – e furtaram cerca de 480 testes rápidos que são usados para diagnosticar pacientes com coronavírus.

O caso está sendo investigado pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO). Os testes furtados estavam sendo usados para as pesquisas domiciliares, aonde profissionais vão nas residências diagnosticar ou não o vírus.

O presidente do Instituto Piauiense de Opinião Pública ( Amostragem), João Batista Teles, disse, no domingo (31),  que não sabe o valor das 150 caixas com 480 testes rápidos para Covid-19, roubados na madrugada de sexta-feira (29) , da sede do instituto,  no bairro Piçarra, na zona Sul de Teresina, porque são cedidos pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi). 

Porém, os agentes do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), que investiga o roubo, estimam em R$ 300 mil os 480 testes rápidos. 


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar