Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Gabriel Brenno: Polícia prende suspeito de matar estudante em Teresina

Deivid Ferreira da Silva é acusado do crime de homicídio qualificado contra o estudante Gabriel Breno

Compartilhe
Google Whatsapp

Atualizada às 14h11

A Secretária de Estado da Segurança Pública, através do 1º Distrito Policial, Divisão de Capturas e da Diretoria de Inteligência, prendeu Deivid Ferreira da Silva, na manhã desta quarta-feira (07), no bairro Verde Lar, na zona Leste de Teresina. O preso é acusado do crime de homicídio qualificado contra  o estudante Gabriel Breno, de 21 anos, no último dia 17 de julho na capital.

Gabriel Brenno: Relembre passo a passo o crime que chocou o Piauí

O suspeito estava foragido há 16 dias, desde que foi expedido seu mandado de prisão. De acordo com a investigação da polícia, a principal linha do inquérito aponta que o crime teve motivação passional, já que Deivid descobriu que sua esposa manteve um relacionamento extraconjugal com Gabriel.

O acusado esteve presente em entrevista coletiva na sede da SSP/PI, e para os jornalistas, Deivid 'pede perdão para Deus' e para a família de Gabriel Brenno.

Assista o momento:


Reprodução/TV MN

Em entrevista à Rede Meio Norte, o delegado Sérgio Alencar que é responsável pelas investigações do caso, contou como foi o momento da prisão de David Ferreira. 

“A prisão foi tranquila, até porque não teve nenhuma reação por parte dele. Chegamos com nossas equipes e duas cautelares, um mandado de prisão e um mandado de busca, adentramos a residência, lá no Vale do Gavião, na zona Leste e não houve resistência.” disse o delegado. 

Segundo o delegado, o acusado confessou que praticou o crime e afirmou que após atirar contra Gabriel Brenno ele empreendeu fuga para o Maranhão e se desfez da arma utilizada. 

“As informações que nós colhemos é que David não pretendia se entregar, ele estava muito bem escondido, em uma casa isolada, ele estava só, ele tomou vários cuidados  para não ser encontrado o que demostra que ele não tinha a intenção de se entregar. Ele confessou que para praticar o crime ele usou um revolver calibre 38 e efetuou o disparo contra a vítima e depois empreendeu fulga para o Maranhão e lá, segundo o depoimento dele no interrogatório, ele se desfez da arma, jogando-a em um rio, no rio  Itapecuru, localizado no município de Matões do Maranhão.”  contou Sérgio Alencar. 


O coordenador do  Divisão de Capturas e da Diretoria de Inteligência da Secretaria de Segurança contou que a polícia iniciou uma investigação contra a família do acusado após suspeitar que estariam realizando um plano de fuga. De acordo com informações, familiares estariam vendendo casas e veículos para ajudar na fuga de Daivid Ferreira que estava escondido em uma residência abandonada, que pertencia a uma pessoa do seu ciclo familiar. 

“Nós temos indícios a respeito disso, o crime está com quase 20 dias que ocorreu. A polícia entrou em contato com advogado, com a família  solicitamos que fosse apresentado, percebemos que a família estava enrolando, tinham intenções de vender imóveis e veículos para fazer esta apresentação. A polícia não esperou, começou a monitorar a família, tivemos indícios de uma residência lá no Vale do Gavião, tivemos o cuidado de solicitar um mandado de busca e apreensão. Está casa estava abandonada há algum tempo, pertencia a pessoas do ciclo intimo de David. Estava servindo de esconderijo, é uma casa muito bem protegida, muros altos, toda gradeada, as portas e janelas. Ele se encontrava sempre sozinho. Solicitamos esse mandado de busca e apreensão, hoje demos cumprimentos e todos os nossos levantamentos estavam corretos.” disse o coordenador 

Gabriel Breno

A mãe do estudante Gabriel Brenno enviou um vídeo exclusivo ao Jornal Agora, da rede Meio Norte onde elogia o trabalho da Polícia Civil do Piauí e se pronuncia sobre a prisão do acusado de matar seu filho. 

“Estou muito satisfeita com o trabalho da polícia, eu sei que a polícia do Piauí é muito competente e eu tinha certeza que ele ia ser preso, isso eu não tinha a menor sobra de duvidas, demorou? demorou, mas ele foi pego. Não vai trazer meu filho de volta, mas eu estou satisfeita com a prisão dele. E peço também que as pessoas também agradeça a polícia do Piauí. Muito obrigada ao delegado Sérgio, que ele fez um trabalho impecável, agradeço muito e estou muito satisfeita com a prisão dele [acusado].” disse Janaína Galdino, mãe de Gabriel Brenno. 

Confira o  vídeo: 


Gabriel Nogueira foi foi alvejado com um tiro na cabeça no momento que caminhava em direção a um cursinho preparatórios no Centro de Teresina. O estudante morreu após ficar seis dias internado em estado gravíssimo no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). O corpo do estudante foi encaminhado para sua cidade natal, em Caxias, no Maranhão, onde foi velado e sepultado.

Câmeras de segurança próximo a pousada em que Gabriel Brenno morava registrou o momento em que Daivid Ferreira caminha pela rua, se aproxima do estudante, efetua o disparo e foge correndo em direção ao veículo que deixou estacionado na rua lateral. 

Confira o vídeo 


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×