10 policiais são presos acusados de homicídios no Maranhão

Grupo integra quadrilha que atuava em Imperatriz, no Maranhão.

Pelo menos 10 policiais militares foram presos durante ações da operação "Diamante Negro", deflagrada na manhã desta sexta-feira (10) pela Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoa (SHPP) em parceria com Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), com o objetivo de desarticular uma quadrilha composta por 18 pessoas. Mais 4 policiais e 4 pessoas seguem foragidas. 

De acordo com a delegada Nilmar da Gama, da Polícia Civil, o grupo criminosos era responsável por homicídios, extorsões, assaltos a instituições financeiras e caixas eletrônicos, além de crimes como tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Polícia Civil cumpre mandados de prisão em ações da  operação "Diamante Negro" (Crédito: TV Mirante/G1 Maranhão)
Polícia Civil cumpre mandados de prisão em ações da operação "Diamante Negro" (Crédito: TV Mirante/G1 Maranhão)

Dentre os foragidos está Heverton Soares de oliveira, apontado como líder da organização criminosa.  O mesmo foi  capturado em junho em posse de 10 fuzis na cidade de Santa Inês, mas foi liberado em outubro após decisão da justiça. 

Segundo a delegada, o criminoso 'ordenava' que os policiais militares envolvidos 'apagassem' seus rivais. “Ele(Heverton) era mandante dos crimes das pessoas em Imperatriz. Ele pedia para assassinar seus desafetos, que eram feitos pelos policiais militares sob o julgo dele. Os mesmos policiais também faziam trafico de drogas para a quadrilha. Alguns deles participavam diretamente a assaltos a bancos e caixas", afirmou.

Heverton Soares de oliveira, apontado como líder da organização criminosa (Crédito: TV Mirante/ G1 Maranhão)
Heverton Soares de oliveira, apontado como líder da organização criminosa (Crédito: TV Mirante/ G1 Maranhão)

Os policiais envolvidose presos: Wilson Castro do Nascimento (Policial Militar) - Já estava preso; John Mayke Barros de Sousa (Policial Militar) - Já estava preso; Hermano lima de Queiroz (Policial Militar) - Já estava preso; Wictor José Santos Lira (Policial Militar) - Já estava preso; Brenno Duarte bezerra (Policial Militar) - Já estava preso e Mailton Pereira Pacheco que foi preso com munições e fuzis. 

Gerson Vieira dos Santos - Preso; Bruno Silva Santos - Se apresentou no quartel da Polícia Militar, em São Luís. Danny Wuely Galvão Amaral - Se apresentou no quartel da Polícia Militar, em São Luís. 

Os foragidos: Jorge Lucas Melo Garcia - Continua Foragido; Paulo Weberth dos Santos – Continua Foragido;  Rodrigo Azevedo Correa - Continua Foragido e João Batista Viana Fonseca – Continua foragido. 






Fonte: Com informações do G1-MA e Polícia Civil
logomarca do portal meionorte..com