875 PMs se apresentam no ES no domingo; protesto de mulheres segue

Mesmo com alguns militares nas ruas, mulheres seguem nos batalhões.

Oitocentos e setenta e cinco policiais militares atenderam ao chamado operacional e se apresentaram para trabalhar neste domingo (12), no Espírito Santo, segundo a Secretaria de Segurança Pública (Sesp). Mesmo com o retorno de alguns PMs às ruas, mulheres continuam em frente a batalhões da Grande Vitória.

Na Grande Vitória, iniciaram o patrulhamento neste domingo 250 policiais, todos fardados. No Sul do Estado, foram 275 PMs; e na região Norte, 350. A maoria está atuando a pé, mas segundo a assessoria da Sesp, há veículos empregados nas operações.

Em dias normais, dois mil policiais militares fazem o patrulhamento em todo o estado. De acordo com o Ministério da Defesa, 3.130 homens das Forças Armadas e da Força Nacional atuam no Espírito Santo.

Mesmo com o policiamento, as mulheres dos policiais dizem que seguem a ocupação e questionam o patrulhamento. A crise de segurança no Estado chegou ao 9ª dia e já soma 142 homicídios, segundo o Sindicato dos Policiais Civis (Sindipol).

No sábado (11), a Sesp informou que 600 policiais haviam se apresentado na Grande Vitoria, Cachoeiro de Itapemirim e Domingos Martins, mas não divulgou números relativos a todo o estado.

Entre os militares que se apresentaram na Grande Vitória neste domingo (12), estão policiais de diversos batalhões, incluindo o de Trânsito, da Polícia Montada e Polícia Ambiental.

Os policiais estão sendo divididos por grupos de acordo com o município onde atuam, e serão transportados por ônibus ou viaturas para os pontos de concentração.

Na Grande Vitória, os pontos são: Rodoviária, Praça 8 e Praça do Papa, em Vitória; Terminal de Laranjeiras, na Serra; Prainha, em Vila Velha; Prefeitura de Cariacica e Prefeitura de Viana.

O major Rogério Fernandes Lima, presidente da Assomes, informou que as associações não têm controle do número de policiais que se apresentaram nas ruas neste domingo. "A gente tem visto que alguns policiais retomaram o seu posto e espera que, aos poucos, todos retornem", disse.

Fonte: G1