“Abrir alguém da trabalho”,disse jovem que matou família na Espanha

O acusado detalhou friamente como fez o procedimento.

Novas partes da conversa pelo WhatsApp entre François Patrick Gouveia e Marvin Henriques Correia, acusado de executar e participar respectivamente da chacina da família brasileira na Espanha, foram divulgadas pela polícia. A frieza de Patrick e sua psicopatia chamam atenção nos trechos do bate-papo. 

Em um dos momentos, após matar e esquartejar Janaina Américo e as duas crianças de 1 e 3 anos, Patrick relata para Marvin que ‘para abrir alguém no meio dá trabalho demais’, e tem a resposta imediata do amigo: “Eu imagino, deve ser duro”. O jovem confessou o crime à polícia espanhola. Depois ele também matou o marido de Janaína, Marcos Campos Nogueira.

Com frieza, Patrick Gouveia conta que cortou a garganta de Janaína e que seus primos ficaram gritando nesse momento. “As crianças ficaram gritando. Massa que os pirralhos nem correm, só ficam ‘travadão’. O pirralho de um ano falava algumas coisas, mas na hora falava nada, não”, detalhou Patrick.

O assassino confesso explica que precisou cortar os corpos ao meio e separar os órgãos em outras sacolas. Por fim, após isolar em sacos plásticos, isolou as partes com fita adesiva, para que o odor demorasse a espalhar. “A mulher e as duas crianças foram para o saco. Estão guardados e a casa está limpa, me limpei. Estou só esperando o quarto integrante”, comentou Patrick a Marvin.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com