Acusada de matar o marido é presa e alega legítima defesa

Neusa Maria Silva Costa disse que era agredida pelo marido.

Neusa Maria Silva Costa , acusada de assassinar o marido João Batista a facadas após uma discussão dentro da residência do casal na Vila Angélica, bairro Santa Fé, na madrugada, foi presta na tarde de hoje na residência de familiares na Vila Bandeirantes, na zona Leste de Teresina. 

De acordo com o delegado Francisco Barêtta, coordenador da Delegacia de Homicídios, Neusa confessou autoria do crime, alegando legítima defesa. Segundo o delegado, a acusada  contou que era agredida pelo marido. "Ela confessou ter matado o marido, informou que sofreu agressões praticadas por ele e que fez o que fez para se defender", afirmou. 

Neusa foi encaminhada para a Central de Flagrantes. A faca utilizada durante o crime foi apreendida. Mesmo com  a confissão, as investigações continuam, segundo informou o delegado. 

“Nós agora é que estamos fazendo o perfil dele [a vítima] e dela, que é autora deste crime. Os próprios vizinhos viram ela saindo e dizendo que 'tinha terminado de matar o marido'. Todas essas provas vão ser materializadas no inquérito. O perfil dele seria de um estivador, mas vamos investigar", disse. 

Segundo o delegado, trata-se de um crime passional. “Temos um tipico caso de maridicidio: onde a mulher mata o homem. Nós vamos esclarecer as causas deste crime. Foi um crime passional, sim. Mas nós ainda vamos investigar, pois o que parecer ser claro, muitas vezes não é", acrescentou. 

Francisco Barêtta, coordenador da Delegacia de Homicídios
Francisco Barêtta, coordenador da Delegacia de Homicídios



Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com