Acusado de agredir ex-namorada diz que comemorou a liberdade

A ex-namorado do acusado afirmou ter sido espancada por ele

A polícia ainda investiga o caso em que a estudante Karinny Beatriz afirmar ter espancada pelo ex-namorado na última sexta-feira no bairro Macaúba, na zona sul de Teresina. O namorado da vítima, que chegou a ser preso, causou revolta ao postar em uma rede social que estava “livre, leve e solto”

De acordo com a vítima, o ex-namorado teria ficado com ciúmes após ela receber uma mensagem de um amigo. Ela, que havia sofrido um acidente de motocicleta horas antes às agressões, disse ter sido convencida pelo homem a deixar o hospital antes de ser atendida por um médico. 

“Mais cedo ele tinha visto uma mensagem de uma amigo meu no status do whatsapp em que ele falava: “nossa, está bonita. Pena que está namorando”. Aí, ele ficou estranho o dia inteiro por causa desta mensagem. Eu tenho marcas no meu corpo todo por conta da barra de ferro. Ele me tirou do hospital, eu estava esperando o médico cirurgião, porque eu fraturei o nariz e ele me convenceu a ir embora do hospital junto com ele, quando chegou em casa começou toda essa confusão. Os policiais chegaram em minha casa, ele estava com uma barra de ferro, me agredindo. Ele foi pego em flagrante e os policiais tiveram que arrebentar o cadeado”, disse a jovem. 

Vítima diz ter sido espancada pelo ex-namorado (Crédito: Reprodução)
Vítima diz ter sido espancada pelo ex-namorado (Crédito: Reprodução)


Ex-namorado nega

Em entrevista exclusiva ao Jornal Agora, o torneiro mecânico Jonhy Pessoa, acusado das agressões negou as afirmações da ex-namorada e disse que os hematomas que a jovem tem no corpo são oriundos do acidente que ela sofreu. 

“De forma nenhuma eu agredi a Karinny, ela tem consciência desse fato. O hematomas no rosto dela é de decorrência do acidente de moto, porque ela não sabe pilotar moto e ainda por cima estava embriagada. Teve o atendimento dela no Samu, a entrada dela no HUT, tem todo o prontuário. Os policiais que chegaram lá, acompanharam todo o processo para tentar me tirar de dentro de casa, porque na hora em que eles chegaram viram que eu queria sair de casa e tentaram abrir o portão com o cacetete deles e tinha lá uma barra de ferro e eles viram quando eu peguei para tentar abrir. Em nenhum momento eu agredi ela”, disse. 

Ex-namorado nega as agressões (Crédito: Reprodução)
Ex-namorado nega as agressões (Crédito: Reprodução)

Sobre a frase que postou na rede social, Jonhy Pessoa afirmou que não quis ofender ninguém, apenas comemorar o fato de ter sido posto em liberdade após ter sido “preso injustamente”. “Eu coloquei essa frase sem nenhuma intenção de ironizar ninguém, nem para ofender ninguém. Eu como uma pessoa de quase 40 anos, nunca fui em uma delegacia, nunca fui preso, só quis expressar minha sensação de liberdade. Estar preso injustamente e sair é uma sensação muito boa”, disse. 

Jonhy Pessoa ainda afirmou que irá processar as pessoas que o criticaram nas redes sociais. “Eu acho melhor as pessoas se informarem direito para puder julgar as outras, porque as pessoas não sabem o que aconteceu realmente. Ainda não saiu nenhuma prova de minha agressão contra ela e vai ser esclarecido. A maioria das pessoas não sabem, mas existe uma delegacia virtual para este tipo de crime e elas vão ter que responder por isso”, afirmou. 


Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com