Morte de Major: Presa acusada de esconder arma do crime

O primeiro acusado foi preso durante a madrugada desta quarta.

Atualizado às 18:12

Policiais da Delegacia de Homicídios realizaram a prisão de uma mulher identificada apenas como Odania de Lima, acusada de guardar a arma e o celular tomados durante assalto ao major Mayron Moura Soares, comandante do 1º batalhão da Polícia Militar (BPM), executado durante um assalto no bairro Todos os Santos, na zona Sudeste de Teresina, na noite de terça-feira, dia 21, se entregou à polícia no início da tarde desta quarta-feira.

De acordo com o Major John Feitosa, relações públicas da Polícia Militar, a mulher será autuada por ajudar o acusado. "Ela guardou a arma do crime e o celular roubado. A arma 'maior' foi encontrada em uma casa dela e do segundo elemento na cidade de Altos", afirmou o major. 

Odania de Lima
Odania de Lima


Acusado de matar major Mayron se entrega à polícia

Wallison Jonatas Rodrigues de Sousa, conhecido como Wallison Candomblé, segundo acusado de participar da morte do major, se entregou na tarde de hoje na Delegacia de Homicídios. 

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Homicídios, Francisco Costa, o Bareta, o acusado se apresentou na companhia dos advogados. “Ele estava acuado e hoje pela manhã os policiais da Delegacia de Homicídios fizeram diligências em duas residências, uma em Altos e outra na região da Taboca do Pau Ferrado, na zona rural, onde, por pouco, não foi preso. Ele seria preso no Parque Poty, na zona Sudeste, só que os advogados foram procurados e apresentaram ele aqui na Delegacia", afirmou. 

Candomblé possui mandado de prisão em aberto por um homicídio ocorrido em janeiro deste ano. “No dia 19 de janeiro deste ano ele matou uma pessoa na região da Taboca do Pau Ferrado, inclusive está com um mandado de prisão em aberto. Ele vai ser autuado por roubo seguido de morte a também será dada voz de prisão por esse outro homicídio", informou. 

Segundo o delegado, o acusado assumiu autoria do crime. “Ele assume totalmente a [autoria do crime], até porque as provas são irrefutáveis, não tem como ele negar. Ele assume, é um criminoso pronto para praticar crimes. Nós estamos preparando o auto de flagrante que será feito e encaminhado para o juiz", acrescentou. 

Alisson Candomblé
Wallison Jonatas Rodrigues de Sousa, conhecido como Wallison Candomblé


Polícia prende acusado de participar da morte de major

O BOPE (Batalhão de Operações Especiais) em operação conjunta com o Núcleo de Inteligência da Polícia Civil e Secretaria de Justiça realizaram, durante a madrugada de hoje, a prisão do primeiro envolvido no assassinato, Iranilson Pereira, que deu detalhes do crime. 

Em depoimento, Iranilson afirmou que recebeu uma ligação de Wallison Candomblé, que o chamou para praticar os assaltos. Segundo ele, foi Candomblé quem efetuou o disparo que atingiu o major. 

Iranilson Pereira
Iranilson Pereira


Comandante é executado durante assalto

Na noite desta terça-feira (21/03), o major Mayron Moura Soares, comandante do 1º batalhão da Polícia Militar (BPM), foi baleado após ser vítima de um assalto no momento que esperava sua filha em uma parada de ônibus próximo a sua residência na região do Grande Dirceu, na zona Sudeste de Teresina.

Ele foi abordado por dois homens em uma motocicleta modelo Yamaha Factor, de cor preta que anunciaram o assalto e pediram o celular da vítima. Após conseguirem pegar o objeto saíram do local disparando um tiro no peito do major. Os bandidos estavam de calças jeans e o  ocupante da garupa estava com uma mochila preta.

 Major Mayron Moura Soares
Major Mayron Moura Soares


Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com