Acusado de matar mulher com tiro na cabeça se apresenta à polícia

A vítima foi assassinada com um disparo de arma artesanal

Na manhã desta sexta-feira (05), o ex-companheiro e principal suspeito de assassinar Jarnicleide de Holanda Leal, de 25 anos, se apresentou à Delegacia de Polícia Civil, em Picos (326 km de Teresina). Adriano chegou a delegacia na companhia de um advogado, porém já existe em contra o mesmo um mandado de prisão expedido pela Justiça.

O homicídio aconteceu na manhã de quarta-feira (03), no Povoado Umari, zona rural de Picos. A vítima foi assassinada com um disparo de arma artesanal, espingarda, na cabeça. Adriano estava foragido desde o registro do fato criminoso e responderá judicialmente pelo crime de feminicídio.

De acordo com vizinhos que presenciaram o crime, após atirar na cabeça de Jarnicleide com uma espingarda, ele fugiu pela mata deixando a arma. A vítima chegou a ser socorrida e levada para o Pronto Socorro do Hospital Regional Justino Luz, mas morreu antes de chegar na unidade de saúde.

Segundo testemunhas, os dois teriam sido vistos conversando por volta das 10h da manhã da quarta-feira e pouco tempo depois Adriano teria se deslocado para casa onde a vítima se encontrava e desferiu o tiro na sua cabeça. Jarnicleide, que era mãe de uma criança,  é a oitava vítima de homicídio na cidade de Picos em 2017.

Image title

Image title

Fonte: com informações do Folha Atual
logomarca do portal meionorte..com