Acusado de matar vereador em Esperantina é levado para Parnaíba

O acusado estava recebendo ameaça de outros detentos.

O presidiário Jailson de Sousa Xavier, conhecido como “Chapéu”, acusado confesso de matar o presidente da Câmara Municipal de Esperantina, Antônio Aristides de Carvalho – “Tote Aristides”, crime ocorrido em 28 de agosto deste ano, foi transferido para a Penitenciária Mista de Parnaíba, após sofrer ameaças de outros detentos na Penitenciária Regional de Esperantina, onde estava recluso.

O acusado foi preso no dia 14 de outubro na cidade de Redenção do Gurgueia, no Sul do Estado, quando viajava do Estado de Minas Gerais para Esperantina. Segundo depoimento do mesmo, “estava vindo para Esperantina, para se entregar para polícia“.

A direção da Penitenciária de Esperantina optou por transferir o detento para evitar maiores problemas. O acusado encontra-se recluso em Parnaíba.

Pedido de soltura

A defesa do acusado protocolou um pedido de liberdade provisória do detento. Segundo os advogados, Jailson de Sousa Xavier não oferece risco para a sociedade, tem residência fixa e nunca foi condenado por nenhum crime, podendo responder pelo homicídio em liberdade.


Fonte: Com informações do Revista Az
logomarca do portal meionorte..com