Acusado de receber prova do concurso da PM é segurança de shopping

A operação foi deflagrada na manhã desta sexta-feira.

Na manhã desta sexta-feira (07/07), a Polícia Civil do Piauí, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), deu cumprimento a um mandado de prisão, um mandado de condução coercitiva e cinco mandados de buscas e apreensões realizando a prisão contra o segurança de um shopping de Teresina que primeiro teve acesso a prova de Português do último concurso realizado para Polícia Militar do Piauí no dia 21 de maio de 2017.

De acordo com o delegado do GRECO, Kledson Ferreira, foi um trabalho de muita investigação a partir das prisões que ocorreram no dia da primeira prova do concurso. “Através dessas investigações identificamos a pessoa responsável que foi a primeira pessoa que teve acesso a prova de português e que fez a divulgação”, declarou.

Delegado do GRECO, Kledson Ferreira
Delegado do GRECO, Kledson Ferreira

Foram apreendidos alguns objetos na residência do acusado no bairro Portal da Alegria e esse material vai ser analisado. “Assim que realizarmos o trabalho sobre esse material serão coletados provas e divulgadas no poder judiciário relativa a essa investigação”, completou o delegado.

“A gente solicitou condução coercitiva de uma pessoa para coletar justamente provas, saber se essa pessoa tem envolvimento ou não, foram encontrados alguns indícios e a gente não tinha indícios suficientes para pedir a prisão temporária, por isso foi solicitada a condução coercitiva. Ainda estão sendo cumpridos os mandados durante a operação”, disse.

Com relação aos prints de um suposto gabarito da prova que será realizada no domingo que começaram a circular essa semana, Kledson Ferreira afirmou que não tem nenhuma comprovação de que esse gabarito tenha alguma relação com a prova. “Não tem como associar até porque a prova não está nem aqui em Teresina ainda, a polícia está trabalhando e a autenticidade das informações estão sendo repassadas”, finalizou.

Fonte: Portal Meio Norte