Adolescente confessa traição em jogo e é morta pelo namorado

Garota ficou desaparecida por quatro dias após o crime

A adolescente Jéssica Moreira Hernandes, de 17 anos, encontrada morta na segunda-feira (24) teria sido assassinada após um 'teste de fidelidade' organizado pelo namorado e o primo dele. 

A garota ficou desaparecida por quatro dias após sair de casa de bicicleta na cidade de Cerejeiras, em Rondonia. Os dois suspeitos estão presos. A mulher do primo, que também havia sido presa na terça-feira (25), foi liberada na quarta-feira (26) por falta de provas. O namorado da jovem alega inocência.

O delegado do caso, Rodrigo Spiça, explica que Diego Parente, primo do namorado de Jéssica, confessou o que aconteceu no dia do desaparecimento da adolescente.

Em foto publicada por Ismael, Jéssica Moreira Hernandes, de 17 anos, se declara ao namorado (Crédito: Reprodução)
Em foto publicada por Ismael, Jéssica Moreira Hernandes, de 17 anos, se declara ao namorado (Crédito: Reprodução)

Diego relatou que Ismael da Silva, o namorado, é extremamente ciumento e estava desconfiado da infidelidade de Jéssica. Por conta disso, o chamou para fazerem um teste de fidelidade com a garota. Depois de organizarem o plano, Diego atraiu Jéssica para o local do crime sobre a argumentação de que possuía provas de uma suposta traição de Ismael.

Na casa, Diego convidou Jéssica para a cozinha, e a deixou sentada de costas para onde Ismael ficaria ouvindo a conversa. O primo tinha a missão de descobrir se Jéssica havia traído Ismael. Dessa forma, ele tentou persuadi-la dizendo que mostraria as provas da suposta traição de Ismael, se ela também contasse a verdade sobre o relacionamento dela.

“Diego disse que Jéssica confessou que traiu Ismael, mas talvez ela tenha até mentido na ânsia de receber a informação dele. Alguma coisa que Jéssica falou despertou a ira de Ismael. Segundo Diego, após a confissão, Ismael perdeu o controle. Ele estava com um pedaço de ferro na mão, entrou na cozinha e falou: ‘então é isso’. Nisso a Jéssica vira, leva um golpe na cabeça e desmaia”, conta o delegado.

Ismael teria matado Jéssica Moreira Hernandes, de 17 anos, por causa de ciúmes (Crédito: Reprodução)
Ismael teria matado Jéssica Moreira Hernandes, de 17 anos, por causa de ciúmes (Crédito: Reprodução)

Diego descreve que ficou estático, pois não esperava aquela reação de Ismael. Em seguida, o namorado levou Jéssica para um espaço sem móveis e nisso, a menina começou a recobrar os sentidos. Conforme Diego, ao perceber, Ismael empurrou a garota, que bateu com a cabeça no chão e desmaiou novamente.

O primo enfatizou no depoimento que alertou Ismael e pediu para que parasse. Contudo, o namorado teria se apossado de uma faca e dado um golpe nas costas da adolescente, e em seguida, na garganta dela.

“O Diego falou que virou o rosto, porque não aguentou ver a cena. Na sequência, Ismael disse: ‘agora você está comigo. Você vai me ajudar, porque se não eu mato você também. Você não vai falar nada e vai me ajudar’. Essa é a versão do Diego, que ainda será apurada”, salienta o delegado.

Depois disso, Ismael saiu e voltou com um carro com carroceria e uma lona. Eles embalaram o corpo, amarraram e colocaram no veículo. Ismael pegou a bolsa e o celular da garota e Diego ficou responsável por limpar os vestígios de sangue da casa e por se livrar da bicicleta.

O primo revelou que desmontou a bicicleta e a jogou dentro de um poço na propriedade. O endereço da casa não foi divulgado, pois a polícia está averiguando o local, bem como o poço, para saber se a versão é verdadeira.

Fonte: Com informações do G1