Adolescente morto a facadas estava sendo ameaçado, diz Baretta

Corpo foi encontrado no prolongamento da avenida Zequinha Freire.

O delegado titular da Delegacia de Homicídios de Teresina, Francisco Costa, o Bareta, afirmou, durante entrevista para Rede Meio Norte, que o adolescente Douglas Ricardo Paiva do Nascimento, 17 anos, que foi assassinado na madrugada deste domingo (22) a facadas na região do Cidade Leste, estava recebendo constantes ameaças de morte.

"Ele estava, segundo a mãe dele, sendo ameaçado de morte por indivíduos lá da região, inclusive tinha envolvimento com roubo e tráfico. Nós estamos investigando. A nossa preocupação ao chegar ao local do crime, não é só encontrar o autor, mas também as circunstâncias em que ocorreram o crime, porque não adianta eu saber o autor e não ter as circunstâncias para chegar até ele, e, assim, eu não vou provar. Nós não trabalhamos com suposições, e sim com provas, e isso nós estamos fazendo. Vamos investigar, identificar e prender", afirmou.

Douglas Ricardo Paiva do Nascimento, 17 anos, assassinado a facadas na zona Leste de Teresina (Crédito: Rede Meio Norte)
Douglas Ricardo Paiva do Nascimento, 17 anos, assassinado a facadas na zona Leste de Teresina (Crédito: Rede Meio Norte)

O corpo do adolescente foi encontrado no prolongamento da avenida Zequinha Freire, no bairro Cidade Leste, e próximo a vítima também havia uma pedra que também pode ter sido usada no crime. A vítima apresentava perfurações pelo peito. 

O delegado ainda enfatizou o intenso trabalho desenvolvido pela Polícia Civil no Piauí, principalmente na Capital. "A Polícia Civil, através da Delegacia de Homicídios, tem cumprido seu papel constitucional de investigar. Agora, é preciso que os demais representantes da Segurança Pública Criminal, Ministério Público e poder Judiciário também façam seu papel, porque atualmente a gente vê esse tipo de fato acontecendo: indivíduos sendo mortos e outros matando", acrescentou.

Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com