Adolescentes acusados de assassinar travesti são apreendidos

A travesti foi assassinada na Vila Palmeirais, zona Sul de Teresina

Os três adolescentes acusados de assassinar um travesti identificado como Wedson Henrique Soares, morto a tiros na Vila Palmeirais, na zona Sul de Teresina, na madrugada de quinta-feira (05/01), foram apreendidos pela polícia. A informação foi confirmada pelo comandante da Companhia do bairro Promorar, capitão Paulo Silas,

"Os três adolescentes acusados de participar do crime foram apreendidos ali na Vila Afegão, na região do Promorar, onde ocorreu o crime. Eles foram encaminhados para a Delegacia de Homicídios, onde aguardam para os procedimentos cabíveis”, afirmou o capitão", afirmou o capitão. 

Segundo testemunhas, a travesti estava na frente da sua residência quando dois menores chegaram armados em uma motocicletas e realizaram disparos. “Tudo foi muito rápido, eles não deram chance de defesa para a vítima, atiraram e saíram em disparada. Inclusive a irmã dele mencionou que o rapaz estava chegando para tirar a vida dele, mas não deu tempo”, declarou um policial afirmando que o crime foi cometido por um revolver calibre 38.

Uma pichação encontrada em um cemitério da cidade causou polêmica nas redes sociais: “Lugar de traveco é no cemitério”, é o que está escrito no muro juntamente com um símbolo nazista. “Ainda precisamos de uma investigação profunda para saber se essa pichação tem a ver com o crime”, disse Torres.

Pichação encontrada em um cemitério da cidade (Crédito: Rede Meio Norte)
Pichação encontrada em um cemitério da cidade (Crédito: Rede Meio Norte)




Fonte: Portal Meio Norte