Advogado da JBS é preso pela Polícia Federal no Maranhão

Advogado do frigorífico JBS, Willer Tomaz, foi preso em São Luís.

Na manhã desta quinta-feira, dia 18, a Polícia Federal prendeu em um hotel no bairro Ponta do Farol, em São Luís, no Maranhão, o advogado do frigorífico JBS, Willer Tomaz, A prisão ocorre após a delação de Joesley Batista, um dos sócios da JBS, divulgada ontem de noite pelo “O Globo”.

A comissão de defesa de prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Maranhão (OAB-MA), que acompanha o caso Willer, que é proprietário de um escritório de advocacia em Brasília, informou que o advogado é responsável por defender a JBS desde janeiro deste ano.

O advogado Willer Tomaz foi encaminhado para a sede da Polícia Federal (PF), no bairro Cohama, de onde será levado para Brasília ainda na tarde de hoje. A defesa do advogado ainda não sae pronunciou sobre sua prisão. 

Os donos do frigorífico JBS, Joesley e Wesley Batista, afirmaram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, que já estava preso por crimes na Operação Lava Jato. 

Advogado do frigorífico JBS, Willer Tomaz (Crédito: Reprodução)
Advogado do frigorífico JBS, Willer Tomaz (Crédito: Reprodução)





Fonte: Com informações do G1-MA