Agentes impedem fuga de detentos na Irmão Guido em Teresina

Presos ainda pularam o muro, mas foram vistos e impedidos de fugir

Agentes penitenciários e o Comando de Operações Prisionais Intervenção (COP Intervenção) impediram que dois detentos, Geovane Ribeiro dos Santos e Wanderson Pereira de Sousa, fugissem da Penitenciária Regional Irmão Guido, nesta sexta-feira (10). Os presos, que estavam no módulo de visita íntima, conseguiram se evadir do local e pular o muro da unidade, mas foram imediatamente avistados por agentes de segurança prisional e não chegaram a consumar a fuga.

De acordo com o gerente da Penitenciária Irmão Guido, agente penitenciário Fábio Keyller, a ação que impediu a fuga foi rápida, graças, segundo ele, “ao trabalho articulado e de cooperação entre as equipes de segurança da Secretaria de Justiça, que têm desempenhado o trabalho de monitoramento constante, tanto na parte de prevenção como repressão, colaborado para manter a ordem na unidade”.

Ainda segundo Keyller, os dois detentos foram isolados na área de triagem do presídio e um procedimento administrativo está sendo instaurado, para que sejam aplicadas as medidas disciplinares sobre os presos, de acordo com a lei. Além disso, o Poder Judiciário será comunicado sobre a ação dos dois detentos, para que adote as providências necessárias com relação a eles. Equipes de segurança se encontram reforçando a unidade, para evitar outras ocorrências.

A ação contou com o apoio também das diretorias de Inteligência e Proteção Externa e da Unidade de Administração Penitenciária da Secretaria de Justiça do Estado. Segundo a Secretaria, semanalmente são realizadas operações de vistoria nos presídios. O intuito é resguardar o sistema de ocorrências prejudiciais à ordem nas penitenciárias, apreender objetos ilícitos e identificação, de forma antecipada, de situações que coloquem em risco a segurança nas unidades.

Fonte: Portal MN
logomarca do portal meionorte..com