Aluno que agrediu professora diz a delegado que agiu por 'ímpeto'

Segundo o delegado, ele se mostrou arrependido e com medo.

O adolescente que deu um soco na professora em sala de aula, cortando-lhe o supercílio, disse estar arrependido e que agiu "por ímpeto". A informação foi divulgada por José Klock, da Delegacia de Indaial, município de Santa Catarina onde a agressão foi cometida, nesta segunda-feira (21).

"Ele alegou que foi mal tratado pela professora e que teve uma reação sem pensar. Disse que estava muito abalado e arrependido de ter agido daquela forma. Ele falou que a reação foi um ímpeto quando a professora chamou a atenção dele, disse que não pensou muito e que só percebeu o que havia acontecido quando a diretora e a secretária o seguraram na direção. Ele realmente estava abatido", contou Klock ao G1.

O delegado contou ainda que o adolescente estava com medo de ser internado, hipótese que vem sendo estudada pela promotora Patrícia Dagostin, da Vara de Infância e Juventude de Indaial. O estudante tem outras duas passagens por agressão: uma contra a própria mãe e outra contra um colega de classe em outra escola. O jovem, que tem 15 anos, foi suspenso das aulas até que a investigação seja concluída.

 (Crédito: Reprodução/facebook)
(Crédito: Reprodução/facebook)


Fonte: Com informações do Noticias ao Minuto
logomarca do portal meionorte..com