Bareta fala sobre casal de adolescentes morto a facadas

Os dois adolescentes foram mortos com 20 facadas cada um.

Por volta das 13h de sábado, dia 14 de janeiro, a adolescente Carolina de Macedo, 14 anos, e seu namorado Daniel Rocha da Silva, 16 anos, foram assassinados com 20 facadas cada um no alto de um morro, na rua Mirindiba, no bairro Anita Ferraz, na  zona leste de Teresina. Os policiais do 5ª Batalhão da Polícia Militar, que atenderam a ocorrência, informaram que o menor era usuário de drogas e pode ter sido morto por conta de dividas. 

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Homicídios em Teresina, Francisco Costa, o Bareta, o casal participou de um baile de reggae na Anita Ferraz  e fez uso de drogas antes do crime. "As informações que temos são das testemunhas que já prestaram depoimentos. Os dois estavam em casa por volta das 22h de sábado e depois de fazerem uso de entorpecentes, pegaram carona em um veículo Gol de cor branca e saíram para uma festa de reggae no Anita Ferraz", afirmou. 

Francisco Costa, o Bareta (Crédito: Rede Meio Norte)
Francisco Costa, o Bareta (Crédito: Rede Meio Norte)

Segundo o delegado, Carolina foi vista aos beijos com um homem ainda não identificado dentro do veículo Gol. "Já por volta da meia-noite uma testemunha disse que viu eles [casal] na porta da festa de reggae na companhia do pessoal do Gol, inclusive a moça,  a Carolina, foi vista aos beijos e abraços com um indivíduo dentro do carro", acrescentou o delegado.

Bareta explica que os dois voltaram para casa e no outro dia foram encontrados mortos em um local de difícil acesso, no alto de um morro. "Já por volta das 2h da manhã eles retornaram para casa e novamente saíram e entraram nesse veículo Gol e daí partiram, pode se dizer, para a morte. Os corpos foram encontrados por volta do meio dia do outro dia", detalhou. 

O delegado informou que a polícia já possui pistas dos suspeitos do crime. "A Delegacia de Homicídios foi acionada e realizou os primeiros procedimentos nesse local que é de difícil acesso. Nós fizemos todos os levantamentos e requisição de pericia, inclusive com denúncias dos prováveis autores do crime. Agora é preciso investigar, preparar as provas e prender os acusados", contou. 

Testemunhas, conforme o delegado, informaram que o casal usou substâncias de entorpecentes. "Consta informação de que eles fizeram uso de rupinol. Há também informações de que o adolescente era homossexual. Ele sofreu 28 perfurações. A menina recebeu 7 perfurações. Então, você percebe a fúria dos criminosos ou criminosas que sabiam o que estavam, fazendo", finalizou. 

Casal de adolescentes é assassinado com mais de 40 facadas  (Crédito: Efrém Ribeiro)
Casal de adolescentes é assassinado com mais de 40 facadas (Crédito: Efrém Ribeiro)




Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com