Com Interpol, PF apura se Eike Batista viajou com passaporte alemão

PF investiga se o empresário está em Nova York.

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal procuram saber se o empresário Eike Batista deixou o Brasil nesta semana, antes de ter a prisão preventiva pedida pelo juiz federal Marcelo Brêtas. A Operação Eficiência foi desencadeada na manhã desta quinta-feira (26), sem encontrar Eike Batista em casa. A Polícia investiga se ele deixou o país na noite de terça-feira (24).

De acordo com o delegado Tacio Muzzi, a informação de que ele estaria fora do país só chegou ao conhecimento da PF nesta madrugada. “Na primeira hora de hoje levantou-se a possibilidade de uma reserva para um voo da American Airlines, voo 974, com destino a Nova York, chegando na parte da manhã. Agora, a Polícia Federal já está em pleno contato com a Interpol, primeiro para localizar, para verificar se ele efetivamente chegou à Nova York. Essa informação não foi confirmada ainda, mas a Interpol já está verificando no âmbito da cooperação policial”, afirmou o delegado em coletiva da Operação Eficiência.

Eike Batista (Crédito: Reprodução)
Eike Batista (Crédito: Reprodução)


A PF ainda investiga a possibilidade de Eike ter deixado o país utilizando passaporte alemão. A Polícia Federal apura se houve vazamento da operação. Um mandado de prisão internacional será pedido pela Polícia Federal à Interpol para o empresário, com cumprimento imediato, caso ele esteja no exterior.

A PF recebeu os mandados de prisão preventiva da Justiça Federal na quarta-feira. A inserção no sistema para proibição de saída do País só ocorreu, portanto, depois que Eike já estaria fora do país. Os investigadores afirmam que a operação não conseguiu determinar completamente como foi lavado o dinheiro dos participantes do esquema. "O patrimônio da organização comandada por Sergio Cabral é um oceano ainda não mapeado", disse Leonardo Freitas, Procurador da República.

Fonte: Com informações do G1