Coreógrafo é baleado e diz que namorado o levou para usar crack

Homem foi alvejado ao tentar realizar roubo para consumir droga.

Policiais da Força Tática do 1° Batalhão da Polícia Militar realizaram a prisão de um coreógrafo que foi baleado na perna no momento em que tentava roubar na região da Santa Maria da Codipi, na zona Norte de Teresina. Usuário de crack confesso, ele conta que já foi preso sete vezes e culpa um suposto namorado que, segundo ele, o levou para o mundo das drogas.

O comandante da Força Tática do 1° informou que o coreografo foi atingido com disparo de arma de fogo, recebeu atendimento e em seguida foi encaminhado para o sistema prisional. "Esse elemento foi alvejado ali na Santa Maria da Codipi em um roubo que ele foi fazer. As drogas, elas devastam e temos ele aí como resultado dessa situação", afirmou. 

Em entrevista, o coreógrafo contou como se tornou viciado em drogas e culpou um suposto homem com quem mantinha relacionamento amoroso. "Eu sou formado, sou coreógrafo e ministrava aulas há três anos. Depois que eu me envolvi com um rapaz e através dele eu conheci o crack. A quantidade de dinheiro que eu recebia não dava mais para sustentar o vicio, daí fui conhecendo o crime, fazendo um furto aqui e dentro de casa mesmo", contou.

"Depois eu comecei a roubar os vizinhos, foi quando minha vida começou a se acabar. Fui preso seis ou sete vezes", revelou.

Na tentativa de roubo na zona Norte, ele acabou sendo atingido com um tiro na perna. "Eu fui alvejado e quebrei o fêmur em três lugares. Agora serei levado para Major César, porque sou fugitivo de lá. Eu fugi durante uma rebelião que ocorreu lá, onde pegaram um homossexual. Eu fiquei com medo de ser pego também, não sabia o que iriam fazer com ele. Eu fiquei com medo do que poderiam fazer comigo. Eu credio em Deus que vou me recuperar", disse.

Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com