Correios transportam drogas de Rondônia para bairro de Teresina

Traficantes estão utilizando os serviços dos Correios

O secretário estadual de Segurança Pública, Fábio Abreu, informou que os traficantes estão utilizando os serviços da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) para transportar e distribuir drogas em Teresina. Segundo ele, delegados e agentes da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre) flagraram, na quinta-feira, a entrega por um carteiro de cinco tabletes de cocaína, avaliados em R$ 125 mil, na casa, no bairro São Pedro, na zona Sul de Teresina, de Enayra Machado de Carvalho, de 24 anos, que foi presa.


O casal Cássio de Sousa Brito e Maria Izabel Paula Moreno de Vargas, o momento em que um carteiro entregava uma encomenda em uma casa localizada de Enayra Machado de Carvalho. Na encomenda embalada em uma caixa dos Correios, os policiais e delegados encontraram mais de 5 tabletes de cocaína, um total de droga avaliada em R$ 125 mil.

Image title

Fábio Abreu informou que no flagrante foi preso o casal Cássio de Sousa Brito, de 34 anos, e sua mulher, Maria Izabel Paula Moreno de Vargas, de 23 anos, que foram receber a cocaína na casa de Enayra Machado de Carvalho, e são naturais de Porto Velho (RO), onde os cinco tabletes de cocaína foram remetidos para Teresina.

O delegado Tales Gomes, da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes, disse que a denúncia chegou do transporte de cocaína pelos Correios foi feita através do aplicativo da Depre, na segunda-feira, desde quando agentes da Polícia Civil e delegados passaram a monitorar a residência de Enayra Machado de Carvalho.Tales Gomes disse que a Depre sabia que o cocaína era para Teresina e viu a movimentação na região, com entra e sai de pessoas e veículo na casa de Enayra Machado de Carvalho.

O carteiro chegou às 10h de quinta-feira na casa de Enayara Machado Carvalho, após o carteiro sair do local, os policiais e delegados fizeram a abordagem e encontramos os tabletes.A Depre acha que a cocaína seria vendida em Teresina e em Fortaleza (CE) por Maria Izabel Paula e Cássio de Sousa Brito.Fábio Abreu afirmou que Enayra Machado, Maria Izabel de Vargas e Cássio de Souza foram autuados por tráfico de drogas e associação pelo tráfico. Cássio de Souza já tinha sido indiciado por tráfico de drogas em Porto Velho.

O delegado Tales Gomes afirmou que a jovem que recebeu a droga enviada pelos Correios em sua casa, na rua Oeiras, bairro São Pedro, Enayra Machado de Carvalho, é universitária do curso de Direito e recebia R$ 1 mil por cada encomenda recebida para o casal 

Ele declarou que Enayra Machado, Cássio Brito e Maria Isabel, foram indiciados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. " Enayra uma jovem universitária, dona da casa, onde a encomenda chegou com cocaína pelos Correios. Fizemos a abordagem e ela disse que a droga era para o casal Cássio e Isabel. Ela avisou que a droga tinha chegado e quando o casal chegou para pegar a droga, foi preso", disse o delegado.

Segundo ele, Cássio Brito usava uma carteira de identidade falsa com o nome de Caio, que foi emitida em Teresina e por conta disso, ele  está sendo indiciado por crime de documento público falso. Ele adiantou que Cássio tem uma condenação por mais de 8 anos por tráfico de drogas em Rondônia e estão morando há 6 meses em Teresina e desde então, tem feito uso dos Correios para receber drogas em Teresina vindas de Porto Velho para vender na capital piauiense e em outras capitais do Nordeste, como Fortaleza. O carregamento para o reveillon seria enviado para Fortaleza, Ceará. 

O delegadoTales Gomes disse que Cássio Brito já morou em Piripiri, Parnaíba e agora está em Teresina e começou uma amizade bem próxima com Enayra para ela receber a droga. Os Correios foram usados seis vezes para o transporte dos entorpecentes.

Delegado Tales Gomes (Crédito: Efrém Ribeiro)
Delegado Tales Gomes (Crédito: Efrém Ribeiro)
Embalagem que transportava a droga (Crédito: Efrém Ribeiro)
Embalagem que transportava a droga (Crédito: Efrém Ribeiro)
Isabel Moreno na Delegacia (Crédito: Efrém Ribeiro)
Isabel Moreno na Delegacia (Crédito: Efrém Ribeiro)
Cássio Brito (Crédito: Efrém Ribeiro)
Cássio Brito (Crédito: Efrém Ribeiro)


Isabel Moreno (Crédito: DEPRE)
Isabel Moreno (Crédito: DEPRE)
Enayra Machado (Crédito: DEPRE)
Enayra Machado (Crédito: DEPRE)
Fonte: Efrém Ribeiro - Jornal MN