Delegada indicia acusado de causar acidente por homicídio doloso

Ministério Público decidirá se fará a denúncia contra o estudante.

A titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Trânsito, delegada Cassandra de Moraes Souza Nunes, indiciou pelo crime de homicídio doloso (quando quem o praticou teve a intenção de matar), o estudante de direito André Luis Borges Martins, acusado de provocar o acidente que vitimou a técnica de enfermagem Milena Amanda Nery Aguiar, em um acidente ocorrido no domingo (04), na rodovia BR-343,  saída de Teresina. 

No inquérito, concluído na terça-feira, a delegada considera a embriaguez [Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que o acusado fazia uso de bebida alcoólica] como um dos elementos indicativos que comprova o dolo da ocorrência, isto é, que assegura o indiciamento, conforme cita a delegada.

 André Luis Borges Martins (Crédito: Reprodução)
André Luis Borges Martins (Crédito: Reprodução)

"A embriaguez no presente caso está como um dos elementos indicativos da ocorrência de dolo eventual do homicídio e da dupla lesão corporal grave, que leva ao indiciamento do acusado. Portanto, como a direção do veículo automotor em estado de embriaguez foi utilizada para caracterizar o dolo eventual", diz trecho do relatório. 

O estudante, que foi transferido do Hospital de Urgências de Teresina (HUT) para o Hospital Getúlio Vargas (HGV) onde segue internado, foi indiciado por homicídio doloso e lesão corporal grave - duas vítimas.  

O caso segue para o Ministério Público (MP), que decidirá se fará a denúncia contra o jovem pelos crimes prescritos no inquérito concluído pela delegada.  O chamado “indiciamento” é o registro administrativo, feito pela polícia, do nome e dos dados de identificação de alguém que, na opinião da polícia, reúne indícios de ter sido o autor do ato criminoso sob investigação.

O acidente

A jovem havia saído de uma festa com seu noivo, Francieldo Pereira, que permaneceu internado em um hospital particular e já recebeu alta médica, em um carro modelo HB20, quando foram surpreendidos com um veículo modelo Fiat Línea, em alta velocidade, conduzido por André. 

André, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), estaria sob efeito de álcool no momento em que colidiu com o carro em que vinha o casal após ter invadido a mão contrária da rodovia. 

Os três envolvidos no acidente foram socorrido e levados para atendimento médico no HUT (Hospital de Urgência de Teresina). Milena não resistiu aos ferimentos e foi a óbito pouco tempo depois de dá entrada no hospital.

Milena Amanda ao lado do namorado Francieldo Pereira (Crédito: Reprodução)
Milena Amanda ao lado do namorado Francieldo Pereira (Crédito: Reprodução)


Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com