Dependente químico tem corpo encontrado em estado de putrefação

Francisco das Chagas Santos tinha sinais de transtornos mentais

O desempregado Francisco das Chagas Santos, de 36 anos, teve seu corpo encontrado na manhã de quinta-feira em uma casa da Quadra 39, lote 2, do Conjunto Promorar, na zona Sul de Teresina. A família de Francisco das Chagas Santos acredita que ele morreu, provavelmente de ataque cardíaco ou de outra causa natural há três dias e só foi percebido que estava morto na manhã de sábado, apesar dos familiares terem sentido forte mau cheiro a partir da tarde de quarta-feira, mas como levava animais mortos para a residência onde morava acharam que poderia ser odor de carniça.


Apesar de morar na casa onde morou sua mãe que morreu e os familiares residirem nas casas vizinhas, Francisco das Chagas Santos já tinha sinais de transtornos mentais e agressividade em relação aos parentes por causa das consequência da dependência química.

O subtenente Ivan Rodrigues, da Companhia Independente do Promorar da Polícia Militar, afirmou que os policiais foram chamados e os peritos criminais do Instituto de Criminalística da Secretaria Estadual de Segurança Pública fizeram a perícia no corpo de Francisco das Chagas Santos e na residência onde foi encontrado para saber as causas da morte.

“Como o corpo foi encontrado em uma casa onde não moraram outras pessoas e não está clara a causa da morte a Perícia Criminal vai apontar as circunstância da morte, mas aparentemente é de causa natural”, revelou o subtenente Ivan Rodrigues.

O corpo de Francisco das Chagas Santos foi encontrado deitado, debruçado sobre um colchão sujo. A casa não tinha sinais de limpeza recente.O corpo de Francisco das Chagas Santos foi levado para exame cadavérico no Instituto de Medicina Legal (IML).

Fonte: Efrém Ribeiro - Jornal MN
logomarca do portal meionorte..com