Detentos exibem drogas em transmissão ao vivo dentro de presídio

O caso aconteceu em Rio Verde, na região sudoeste de Goiás.

A Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), no estado de Goiás, abrirá procedimento administrativo para investigar um fato ocorrido no domingo, dia 01, quando dois detentos da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Rio Verde fizeram uma transmissão ao vivo de dentro da unidade prisional.

De acordo com a Seap, os dois detentos, em posse de aparelhos celulares, fizeram transmissão ao vivo mostrando drogas e vários outros objetos presentes na cela da Casa de Prisão Provisória.

Os dois presos, não identificados, foram descobertos pelo Serviço de Inteligência.  Em nota divulgada, a Superintendência informa que  "foi aberto também procedimento administrativo para apuração dos fatos”. 

A transmissão ao vivo foi feita através do Instagram. Nas imagens, que foram vistas por mais de 50 pessoas, é possível visualizar os presos debochando do local, exibindo drogas e mostrando,inclusive, outros detentos. 

Detentos fizeram transmissão ao vivo no Instagram (Crédito: Reprodução)
Detentos fizeram transmissão ao vivo no Instagram (Crédito: Reprodução)





Fonte: Com informações do G1-GO
logomarca do portal meionorte..com