Diretor da OAB, esposa e filha são assassinados dentro de casa

Advogado chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu.

Nesta sexta-feira, dia 17 de fevereiro, Wagner da Silva Salgado, 43 anos, a esposa e sua filha foram assassinados a tiros no bairro Vermelho, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, O homem, que era conselheiro e diretor da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio (OAB-Rio), chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu e morreu. 

De acordo com informações da Polícia Militar, Soraya Gonçalves Resende, de 38 anos, e a filha, Giovanna Resende Salgado, de 10 anos, já estavam mortas quando a polícia chegou ao local. O advogado foi atingido por três tiros na cabeça, chegou a ser socorrido com vida e foi internado no Hospital Estadual Alberto Torres, mas morreu na unidade de saúde.

A Polícia Civil, por meio da Divisão Homicídios, investigará o caso. A OAB-Rio, através de nota enviada à imprensa, lamentou o que classificou com 'extrema violência'.

"É com imenso pesar que a diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Estado do Rio de Janeiro (OAB/RJ), comunica o falecimento do diretor de Eventos da OAB/São Gonçalo, Wagner da Silva Salgado, de sua esposa, Soraia, e da filha, Giovanna, após ato de extrema violência que ocorreu dentro da casa da família, na madrugada desta sexta-feira, dia 17. A presidência da OAB/RJ já entrou em contato com a Secretaria Estadual de Segurança para exigir rapidez na investigação do bárbaro crime".

Giovanna Resende Salgado, de 10 anos, não resistiu
Giovanna Resende Salgado, de 10 anos, não resistiu



Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com