Disparo de traficante matou menina de 7 anos, afirma a polícia

Família contou que vai enterrar menina vestida de princesa.

A Divisão de Homicídios (DH) investiga se o disparo que matou uma menina de 7 anos no Complexo da Maré partiu de traficante. Fernanda Adriana Caparica Pinheiro, estudante da rede municipal de ensino, brincava no terraço de sua casa, na comunidade Parque União, quando foi atingida por uma bala perdida. Ela chegou a ser levada para o Hospital Geral de Bonsucesso, mas não resistiu ao ferimento: o projétil perfurou o ombro esquerdo e atingiu o coração da criança.

A tragédia aconteceu por volta das 20h da última quarta-feira, dia em que ela deixou de ir à escola por conta de intensos confrontos entre traficantes. Em 2016, unidades de ensino da região ficaram 72 dias sem funcionar devido a tiroteios.

A PM informou que não realizou operações no Complexo da Maré no dia em que a menina foi atingida, apesar de a guerra do tráfico ter começado ainda pela manhã.

Na manhã desta quinta-feira, agentes da DH e da 21ª DP (Bonsucesso) fizeram perícia na casa onde a criança morava, na Rua Dárcio Vargas. Segundo um deles, a bala que matou Fernanda no Parque União partiu do alto do Morro do Timbau, também no Complexo da Maré. Traficantes da comunidade estão em guerra desde novembro do ano passado com bandidos de uma favela vizinha, a Nova Holanda.


Fonte: Com informações do O Globo
logomarca do portal meionorte..com