Dupla acusada de matar sargento é morta em confronto com a polícia

Um terceiro homem, parceiro da dupla, também foi morto.

Dois homens, identificados como Kelson e Anderson, acusado de assassinar um sargento no dia 15 de novembro deste ano, foram mortos a tiros durante confronto com a polícia no bairro Alto Novo, em Sobral, no estado do Ceará. Um terceiro homem, parceiro da dupla, também foi morto.

De acordo com o delegado Otávio Coutinho, titular da Delegacia Regional de Sobral, um dos acusados realizou os tiros contra o policial identificado como George Sousa e Silva enquanto que o outro atuou dando cobertura ao comparsa. 

George Sousa e Silva (Crédito: Reprodução)
George Sousa e Silva (Crédito: Reprodução)

"Dois deles participaram da execução: Kelson, autor dos disparos, e Anderson, que participou da fuga. O terceiro estava armado, atirando contra os policiais e morreu em decorrência do confronto", afirmou.

Para o delegado, a motivação do crime seria um suposto acerto de contas, já que segundo  Otávio, o policial estava 'atrapalhando' a ação dos criminosos. "O motivo da morte do policial foi vingança, pois o PM estaria dificultando a entrada de materiais ilegais na Casa de Albergado", esclareceu. 

Um deles com passagens pela polícia por tráfico de drogas, roubo (três vezes), dano, lesão corporal e homicídio. Este também estava com mandado de prisão em aberto expedido pela 2° Vara Criminal da Comarca de Sobral. Com os homens, a polícia apreendeu duas armas: uma pistola 765 e um revólver 38.



Fonte: Com informações do G1