“Ele tem que pagar”, diz pai de jovem acusado de matar ex-namorada

"Eu estou até chocado com isso”, afirmou o pai do acusado.

O pai do jovem suspeito de matar a ex-namorada a facadas em Pitangueiras, São Paulo, afirmou estar surpreso com o crime e disse esperar que o filho seja punido. Hiago Moreira Schnornbergerde, de 22 anos, se entregou à polícia no domingo (4), um dia após o sumiço de Fernanda Aparecida da Silva, de 18 anos.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) informou que o jovem confessou ter matado a ex-namorada a facadas e indicou o local onde o corpo foi deixado, em um matagal em Pitangueiras. Hiago contou que chamou a ex-namorada para acampar e, após uma discussão, matou a jovem com facadas no tórax. Ele não foi preso porque, segundo a SSP, não houve flagrante. A Polícia Civil informou que já pediu a prisão dele.

Jeferson Schnornberger disse que o filho e a vítima eram muito próximos e recebeu com espanto a notícia de que o jovem havia esfaqueado Fernanda. “Eles eram um grude só. Eu estou até chocado com isso”, afirmou.

Schnornberger contou ainda que chegou a brigar com o filho em algumas ocasiões devido ao número excessivo de ligações que ambos trocavam durante o dia. “Eles estavam namorando firme, eram muito próximos e viviam trocando mensagens e ligando um para o outro. Sempre vi isso quando ele ia trabalhar comigo”, disse.

Pai e filho ainda não se reencontraram desde o dia do crime, mas Schnornberger afirmou que espera punição ao filho. “Ele deve pagar. A justiça tem que ser certa. Ele errou e tem que pagar. Isso não vai trazer a vida dela de volta, mas ele tem que se apresentar à Justiça e receber sua punição”.

Apesar de familiares e colegas do casal afirmarem que Hiago e Fernanda estavam separados, Schnornberger disse que ambos pretendiam se casar. “Eles chegaram a me convidar para o casamento que seria realizado em janeiro”, afirmou.

O estudante Kelvin Alves, cunhado de Fernanda, também se disse surpreso com a informação que Hiago havia assassinado a ex-namorada, e afirmou que a relação entre ambos era estável. “Perto de nós ele não apresentava ser agressivo, era tranquilo e carinhoso com ela. Mas, a mãe da Fernanda não aceitava o relacionamento”, disse.


Fonte: Com informações do G1