Estuprada por pai pede 'socorro' em carta para Conselho Tutelar

Ela disse na carta que "não aguentava mais aquela situação"

A jovem de 16 anos que era estuprada pelo próprio pai desde que ela tinha 10 anos, no município de Vereda, extremo sul da Bahia, pediu socorro através de uma carta ao Conselho Tutelar durante um mutirão da paternidade, que celebrava o Dia Nacional da Cidadania.

A jovem pedia no texto escrito de próprio punho "socorro e dizia que não aguentava mais aquela situação".

O Pai da jovem, de 47 anos, foi preso na última quinta-feira (16). No momento da prisão, o acusado estava usando uma camisa com a frase pornográfica: "Pinto educado é o meu. Que levanta para mulher sentar".

A jovem está grávida e fez teste para confirmar a partenidade do bebê, já que ela possui namorado. Não há previsão para o resultado do exame.

Pai foi preso acusado de estuprar a filha há 6 anos
Pai foi preso acusado de estuprar a filha há 6 anos

O delegado Manoel Andreatta, responsável pelo caso, contou que a carta evidenciava o terror psicológico enfrentado pela vítima. "Ela conta na carta que ele [o agressor] ameçava matar a mãe dela, caso ela contasse o que estava acontecendo. Ela aproveitou o mutirão para pedir socorro", contou revelando que o texto da carta foi fundamental para interromper o crime que já ocorria há pelo menos seis anos.

"A carta foi entregue ao Ministério Público e, então, tudo começou. Foi fundamental para a prisão", relatou. A jovem estuprada pelo pai está grávida. Como ela tem namorado, a polícia irá esperar o resultado do teste de paternidade para saber se o filho da vítima é fruto das agressões sexuais que sofreu do pai. Não há previsão para divulgação do resultado dos exames.

O pai agressor confessou o crime e está preso no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas em cela diferenciada.


Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com