Ex admite homicídio e leva polícia ao corpo de jovem sumida

Suspeito prestou depoimento e foi liberado

A Polícia Civil encontrou o corpo de Fernanda Aparecida da Silva, de 18 anos, que estava desaparecida em Pitangueiras (SP), após o ex-namorado confessar ter matado a jovem porque não aceitava o término da relação.

Image title

Hiago Moreira Schnornbergerde, de 22 anos, prestou depoimento e foi liberado porque, segundo a polícia, não houve flagrante. Ele responderá por homicídio. O G1 tentou contato com a defesa, mas a polícia informou que o suspeito ainda não tem advogado constituído.

Familiares de Fernanda contaram que ela saiu de casa na noite de sábado (3) dizendo que iria até a igreja. Ao perceber que a jovem estava demorando para retornar, os irmãos e a mãe passaram a realizar buscas e foram informados que a vítima não havia chegado à igreja.

No domingo (4), a família registrou um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento. Ainda nessa data, no período da noite, o ex-namorado se apresentou à Polícia Militar e confessou ter matado a jovem, segundo informou a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Em nota, a SSP/SP diz que Schnornbergerde levou os policiais militares até um matagal, onde havia escondido o corpo de Fernanda. A jovem foi morta a facadas.

"O caso foi apresentado na Delegacia de Sertãozinho, onde o rapaz prestou esclarecimentos, foi indiciado e liberado, como manda a lei, pois já não configurava flagrante", diz a nota da SSP/SP. Schnornbergerde responderá por homicídio.

Irmãos de Fernanda disseram que o ex-namorado não se conformava com o término do relacionamento e já havia feito ameaças à jovem. O caso segue investigado pela Polícia Civil em Pitangueiras.

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com