Exército destrói mais de 900 armas apreendidas em todo o Piauí

As armas de fogo serão levadas para Fortaleza, no Ceará.

Pelo menos 967 armas provenientes de apreensões e ações das polícias Militar,  Civil e  Federal de todo o Piauí foram destruídas na sede do 25º Batalhão de Caçadores, em ação que previne a circulação de armas de fogo nas ruas de Teresina. O procedimento é feito pelo Exército que recebe as armas do Poder Judiciário após conclusão dos processos.

As armas são levadas para 25º Batalhão de Caçadores (25º BC), onde são separadas entre longas e curtas, numerações e calibres e em seguida são colocadas em um depósito, que é rigorosamente monitorado pelos oficiais. Na sequência, passam pela primeira etapa conhecida como inutilização.

Após serem semidestruídas as armas, conforme o 25° BC, são enviadas para Fortaleza, no Ceará, onde todo o armamento é derretido em um alto-forno e transformado em uma liga metálica. O processo é feita por uma metalúrgica especializada que possui parceria com  o Exército





Fonte: Portal Meio Norte