Morre vigia que ateou fogo e matou 4 crianças em Minas Gerais

Cerca de 40 pessoas deram entrada na unidade de saúde da cidade

Atualizado às 16:15

O vigia Damião Soares dos Santos, que ateou fogo no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, localizada em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, provocando a morte de quatro crianças, morreu na tarde desta quinta-feira. Ele estava internado no Hospital Regional de Janaúba. 

As crianças mortas foram identificadas: Ana Clara Ferreira Silva, 4 anos; Luiz Davi Carlos Rodrigues, 4 anos; Juan Pablo Cruz dos Santos, 4 anos e Juan Miguel Soares Silva, 4 anos

vigia Damião Soares dos Santos (Crédito: Polícia Civil )
vigia Damião Soares dos Santos (Crédito: Polícia Civil )


Entenda o  caso

O vigia do Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, localizada em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, ateou fogo em crianças na manhã desta quinta-feira (5).  Quatro crianças morreram queimadas dentro da creche

Segundo informações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o vigia ateou fogo no próprio corpo e foi internado em estado grave. Ele trabalha como vigia noturno do local há oito anos e não teve sua identidade divulgada,

De acordo com a assessoria do Hospital Regional de Janaúba, cerca de 40 pessoas deram entrada na unidade de saúde. A maioria dos pacientes são crianças com idades entre quatro e cinco anos, e todos eles tiveram mais de 20% do corpo queimado. Também há funcionários da creche entre os feridos. Quinze pessoas respiram com a ajuda de aparelhos.

Interior da creche de Janaúba que foi incendiada
Interior da creche de Janaúba que foi incendiada


"A Polícia Militar de Janaúba foi acionada para atendimento a uma ocorrência na creche municipal de Janaúba, denominada "Gente Inocente", localizada no bairro Rio Novo, onde o porteiro da creche surtou e teria jogado álcool em algumas crianças e nele mesmo, ateando fogo, em seguida", diz um comunicado da PM.

Ainda de acordo com a PM, um avião do governo do Estado vai deixar BH e seguir para Janaúba com o objetivo de buscar os feridos e levá-los até o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, na capital, que é referência em tratamento de queimaduras em Minas.

Todos os órgãos de segurança pública estão unidos nas ações de socorro às vítimas.

O Samu informou que as duas unidades da cidade foram enviadas ao local para atender as vítimas. Outras unidades, de cinco cidades diferentes do norte de Minas Gerais, também foram acionadas para prestar socorro. 

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Janaúba informou que deslocou todos os médicos da cidade para os hospitais Fundajan e Regional para atendimento às vítimas. Mas também pediu que a população faça doações de medicamentos como soro, água, dipirona e pomada.

Interior da creche de Janaúba que foi incendiada
Interior da creche de Janaúba que foi incendiada


"Toda ajuda será bem-vinda. Não postem nem compartilhem fotos. Isso só aumenta o sofrimento. Vamos orar por todas as vítimas e suas famílias. Janaúba precisa desse apoio".

A prefeitura de Janaúba decretou sete dias de luto oficial em solidariedade às famílias afetadas pela tragédia.


Guarda ateou foto em crianças
Guarda ateou foto em crianças



Guarda ateou foto em crianças
Guarda ateou foto em crianças



Guarda ateou foto em crianças
Guarda ateou foto em crianças



Guarda ateou foto em crianças
Guarda ateou foto em crianças


Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com