Homem abusa de 5 menores em 'purificação umbandista' no Maranhão

O abusos ocorreram em 2016 na cidade de Codó, no Maranhão.

Um homem identificado como José Francisco Sampaio foi condenado a sete anos e nove meses de prisão em regime fechado e a dois meses e 25 dias por abusar sexualmente de cinco menores no município de Codó, no estado do Maranhão. Os crimes ocorreram em 2016. Uma mulher identificada como Hauricelha da Silva Dutra, apontada como suposta comparsa do acusado, foi absorvida por insuficiência de provas.

De acordo com  a sentença, do juiz Holídice Cantanhede que é titular da 2ª Vara de Codó, José Francisco foi condenado por violação sexual mediante fraude, estelionato e ameaça pelos crimes ocorridos em outubro e novembro do ano passado. O acusado se aproximou das vítimas por intermédio de uma adolescente, filha de Hauricelha, que contava a ele detalhes da vida familiar das vítimas e, diante das informações, fazia elas acreditar que ele tinha 'poderes mediúnicos'.

Os abusos eram praticadas na casa de Hauricelha Dutra. Ainda de acordo com a denúncia, durante as sessões mediúnicas, as adolescentes eram orientadas a ficarem nuas em um dos cômodos da casa, uma de cada vez, na presença do acusado.

Após seguidas sessões, o acusado disse para as vítimas que elas teriam que praticar relação sexual com ele, como ritual de purificação umbandista. Desta maneira, as meninas foram induzidas a fazerem sexo com Sampaio. Elas acreditavam que somente o sexo com ele resolveria os problemas pessoais de cada uma. Além da prática de sexo, ele cobrava a sessão mediúnica das adolescentes, caracterizando o delito do estelionato.

Fonte: Com informações do G1-MA
logomarca do portal meionorte..com