Homem é preso por manter filha autista em cárcere privado em BH

A vítima foi privada do convívio social em razão de seu autismo

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu em flagrante, José Tomé da Cruz, 61 anos, e sua companheira Vera Lúcia da Cruz, 47, pelo crime de sequestro e cárcere privado. Os dois são suspeitos de manter a filha de José, de 39 anos, trancada em um imóvel, há mais de um ano, no bairro Goiânia, em Belo Horizonte.

Segundo informações do delegado Rodolfo Rabelo Alves, responsável pelo o caso, as investigações tiveram início após a PCMG receber uma denúncia de vizinhos de que uma moça estaria sendo mantida em cárcere privado em um lote. “Durante as campanas que realizamos, percebemos que um homem ia ao local e dava comida para ela e a deixava sozinha. No período noturno, a vítima era trancada em um quarto que havia no local, e na manhã seguinte voltava a ficar solta”, contou o delegado.

Homem é preso por manter filha autista em cárcere privado em BH
Homem é preso por manter filha autista em cárcere privado em BH


A vítima foi privada do convívio social em razão de seus problemas mentais e também se alimentava de terra e das próprias fezes. No local, eram guardados veículos e havia um cômodo onde a mulher ficava trancada durante a noite. “No início, não sabíamos o vínculo que existia entre a vítima e esse homem que levava alimento para ela. E, após a abordagem policial, identificamos que esse homem seria o seu pai e que a vítima tinha autismo”, contou.

O delegado ainda acrescentou que a atual companheira de José tinha o conhecimento de como a vítima era tratada. “Ela dizia que cuidava da vítima dando banho e alimentação. Ela concordava com a situação. Os dois acham que o melhor para a vítima seria esse tipo de convívio”, concluiu Rodolfo. O casal foi preso em flagrante e encaminhado para o Sistema Prisional. A vítima foi encaminhada ao Centro de Referência em Saúde Mental (Cersam).


Fonte: Com informações do Metropoles
logomarca do portal meionorte..com