Jornalista é encontrado morto em casa enrolado em um edredom

Polícia busca imagens de câmeras para identificar suspeito.

Um jornalista identificado como Tagliene Padilha da Cruz, de 33 anos, foi encontrado morto dentro do próprio apartamento na Avenida João Pessoa, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite de segunda-feira, dia 24. A polícia busca imagens de câmeras para identificar o suspeito de praticar o crime. 

De acordo com a delegada Roberta Mariana Bertoldo da Silva, responsável pelo caso, o apartamento do jornalista estava revirado quando os peritos chegaram ao local. Vizinhos informaram que um homem suspeito, usando um capuz e uma mochila, foi visto saindo do prédio na noite de domingo.

"Moradores relataram que ele não estava conseguindo sair e alguém abriu a porta", disse a delegada, ao acrescentar que o celular e o notebook do profissional desapareceram. "O apartamento estava todo revirado", completou. 

Tagliene morava sozinho e seu corpo foi achado enrolado em um edredom. O namorado dele, que mora no Rio de Janeiro, e amigos, ficaram preocupados após não conseguir contato com o jornalista na noite de segunda.

Tagliene Padilha da Cruz (Crédito: Reprodução)
Tagliene Padilha da Cruz (Crédito: Reprodução)



Fonte: Com informações do G1