Jovem é morta horas após anunciar gravidez em rede social

Namorado disse à polícia que uma pessoa atirou na jovem e fugiu

A morte de uma jovem de 23 anos é investigada pela Polícia Civil do Mato Grosso. De acordo com os investigadores, Dheylla Torres da Silva, que estava grávida de quatro meses, foi assassinada a tiros enquanto estava em casa, na noite de sábado (10), na cidade de Peixoto de Azevedo, a 692 km de Cuiabá. Cinco horas antes do crime, a vítima havia anunciado a gravidez em uma postagem em uma rede social.

A Polícia Civil ainda não identificou a motivação do assassinato. Ninguém foi preso. O delegado que investiga o caso, Claudemir Ribeiro, ouviu o depoimento do namorado de Dheylla, que estava com a jovem.

Dheylla Torres da Silva (Crédito: Reprodução)
Dheylla Torres da Silva (Crédito: Reprodução)

O rapaz disse à polícia que ouviu os disparos e viu uma pessoa saindo da residência em fuga. O suspeito que teria atirado e matado a vítima não foi localizado ou preso até esta terça-feira (13).

Na postagem na rede social, publicada às 18h08, Dheylla anunciou que seria mãe e declarou estar ansiosa para ver o rosto do futuro filho.

Segundo o delegado, o crime ocorreu por volta de 23h. O suspeito atirou quatro vezes contra a jovem. Dheylla foi atingida por três tiros. Ela foi socorrida, mas morreu a caminho de um hospital de Peixoto de Azevedo. 

O namorado da jovem encontrou a vítima em um dos quartos da casa e chegou a ver a pessoa que atirou. Ele afirmou ao delegado que não conhecia o suspeito. Não há informações da motivação do assassinato.

Dheylla anunciou que seria mãe e declarou estar ansiosa para ver o rosto do futuro filho (Crédito: Reprodução)
Dheylla anunciou que seria mãe e declarou estar ansiosa para ver o rosto do futuro filho (Crédito: Reprodução)



Fonte: Com informações do G1