Jovem morre após ser esfaqueada durante churrasco pela prima

As duas discutiram por um motivo passional.

No último sábado (02), uma jovem de 20 anos identificada como Elisandra Vitória Cássia de Oliveira, morreu após ser esfaqueada durante um churrasco em Pilar do Sul, São Paulo, mas somente neste terça, o delegado que investiga o caso descobriu que a acusada de cometer o crime é prima de segundo grau da vítima. 

Amanda de Oliveira Nunes Gabriel, de 19 anos, chegou no churrasco que era realizado em um sítio sem ter sido convidada. 

"Ouvimos duas pessoas que estavam no local. Elas afirmaram que a Amanda chegou no sítio sem ter sido convidada, e a Elisandra, prima dela, não gostou quando a viu. Foi aí que as duas começaram a discutir. A vítima teria um relacionamento com a dona do sítio, que já teve também um relacionamento com a Amanda. Então, havia um desentendimento entre as duas, um certo ciúme", afirmou o delegado.

Vítima morreu com facada no peiro (Crédito: Facebook)

De acordo com Milton Andreoli, durante a briga a vítima agrediu a suspeita com uma enxada.

"Após ela ter agredido a Amanda no queixo, a acusada pegou uma faca e agrediu Elisandra no peito. A vítima foi levada para o hospital pelos amigos, mas chegou sem vida. A Amanda fugiu, mas foi encontrada pela polícia", diz.

Ainda segundo o delegado, ele acredita que o crime não tenha sido premeditado. “Foi passional. Após ouvirmos as testemunhas, ficou claro que foi um crime pelo calor das emoções. Não foi premeditado. A jovem, inclusive, não tem passagem pela polícia."

Amanda Nunes foi presa por homicídio qualificado e está à disposição da Justiça.

Acusada foi presa logo após o crime (Crédito: Facebook)
Acusada foi presa logo após o crime (Crédito: Facebook)


Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com