Líder religioso é suspeito de estuprar mulheres em grupo de oração

As vítimas dormiam frequentemente na casa do religioso.

A Polícia Civil de Fortaleza, no Ceará, prendeu um líder religioso identificado como Paulo Monteiro Amorim, acusado de estuprar várias mulheres no bairro Meireles. De acordo com as investigações, o religioso agia na companhia da mulher e dopava as vítimas que costumam dormir em sua residência,onde ocorria grupos de oração. 

O delegado Dionísio Amaral, da Polícia Civil, explica que o casal dopava as jovens. "Por conta dessa comunidade, foi estabelecido um hábito de essas jovens dormirem na residência dele e da esposa. Também havia hábito de elas trajarem roupas mais íntimas, como pijamas. Elas tratavam o casal como pais. Com isso, ele estabeleceu uma liderança muito forte sobre as jovens, o que facilitou os abusos", afirmou.

Líder religioso suspeito de dopar e estuprar mulheres no Ceará (Crédito: Reprodução)
Líder religioso suspeito de dopar e estuprar mulheres no Ceará (Crédito: Reprodução)

Cinco menores e mulheres já prestaram queixa contra suspeito no 2º Distrito Policial. Segundo o delegado, há relatos de duas jovens que foram molestadas há cerca de seis anos - à época tinham 12 anos. No entanto, os fatos só foram descobertos recentemente.

"É muito forte a ascensão do casal pela condição espiritual. É uma congregação que tem uma fé muito fervorosa. Por isso, muitas jovens ficaram constrangidas em denunciar. A partir daí, as jovens conversaram entre si e denunciaram", acrescentou. 

As jovens eram acordadas durante a madrugada para tomar remédios que eram misturados, e em seguida elas eram molestadas. 

O delegado apreendeu peças íntimas e aparelhos eletrônicos na residência do casal, já que o acusado praticava os crimes com a ajuda da esposa. 

Fonte: Com informações da Polícia Cívil/ G1-CE
logomarca do portal meionorte..com