Menina diz a vizinhos que é agredida pelo pai: 'Não ouvem gritos?'

Em um dos trechos, a menina afirma: "Eu preferia ele morto".

A Polícia Civil de Várzea Grande, em Cuiabá-Mato Grosso, deteve um homem de 40 anos acusado de agredir a própria filha. A menina escreveu cartas para os vizinhos contando que sofria constantes agressões. Dois trechos chamam atenção: ela questiona: 'Vocês não ouvem os gritos?' e afirma: 'Preferia ele morto'. O acusado não teve a identidade revelada.

Menina envia a vizinhos cartas falando de agressões praticadas pelo pai (Crédito: Reprodução)
Menina envia a vizinhos cartas falando de agressões praticadas pelo pai (Crédito: Reprodução)

“Oi, de novo. Ele [pai] está querendo mudar para o Nortão e eu não vejo minha mãe faz 2 anos. Você não acha que é muito? Eu preferia ele morto, assim ninguém precisava sofrer. Eu não aguento. Eu estava tratando de fugir, mas se eu fugir ele mata as pessoas que eu tanto amo. Vocês não houve (sic) gritar não?!", diz a menina. 

Em outro trecho, ela relata detalhes das agressões praticadas pelo próprio pai. “Oi, eu esqueci de fala (sic) tudo. Mas ele deu um chute no meu olho e quebrou o meu nariz. […] Tenho prova. Ele está quebrado até hoje e pode denunciar amanhã de manhã”, diz. 

Detido na delegacia, o homem negou todas acusações. A Polícia Informou que o mesmo já possui passagem por maus-tratos.

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com