Menina morre carbonizada e pai acaba preso por violência doméstica

Ao atender a ocorrência, polícia descobriu que o pai era foragido

Uma menina de de 21 dias morreu carbonizada em um incêndio no último sábado (19) na cidade de Colombo, Região Metropolitana de Curitiba, Paraná. A criança dormia em um carrinho dentro da casa onde morava com os pais e mais dois irmãos e estava sozinha quando as chamas começaram.

Como o imóvel era de madeira, o fogo se espalhou rapidamente e não foi possível salvar a menina. A tia-avó da vítima, Maria Vivi Ponte, explicou que a mãe estava por perto, mas conversava com uma parente que vive no mesmo terreno e não percebeu o início do incêndio. De acordo com Maria, a mãe ficou por uma hora na frente de casa conversando e pediu para que um dos filhos, de três anos, pegasse uma carteira de cigarros e um isqueiro. Depois disso, elas escutaram os gritos de vizinhos que alertaram sobre as chamas dentro da casa.

O caso é investigado e ainda não se sabe o que provocou as chamas. Uma das suspeitas é a de que o fogo tenha sido provocado por um vazamento de gás. A casa foi totalmente destruída e, quando os bombeiros chegaram, outros dois imóveis próximos também já começavam a incendiar.

A Polícia Militar  foi chamada para dar apoio e, na identificação das vítimas, os policiais descobriram que o pai da menina tinha um mandado de prisão em aberto. O homem foi preso por violência doméstica e levado para a Delegacia de Colombo.

“Ficaram sem nada e ainda levaram o pai do bebê preso. Ele tinha antigamente um mandado de prisão e bem no dia prenderam ele e não querem soltar. Está uma tristeza”, conta Maria.


Casa ficou destruída no incendio (Crédito: Reprodução)
Casa ficou destruída no incendio (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Paraná Portal
logomarca do portal meionorte..com